Nadal comemora virada e traça estratégias para oitavas em Miami

A partida deste domingo foi muito complicada para Rafael Nadal no Masters 1000 de Miami. Depois de perder o primeiro set por 6/0 para o alemão Philipp Kohlschreiber, o espanhol conseguiu uma bela virada, se garantiu nas oitavas de final do torneio e agora se vê motivado para alçar voos mais longos.

“Foi uma partida muito difícil. Eu soube dar a volta por cima. Esta é uma virada que muda as coisas, você se alimenta de partidas assim, dessas sensações positivas”, afirmou Nadal, que venceu as parciais seguintes por 6/2 e 6/3 para conquistar a classificação.

Atual número sete do ranking da ATP, Nadal foi símbolo de superação no começo desta temporada. Junto a Roger Federer, o multicampeão foi finalista do Aberto da Austrália contra todas as expectativas do circuito. Na decisão, derrota em cinco sets para seu maior rival da carreira.

Na próxima rodada da competição na Flórida, Nadal vai enfrentar Nicolas Mahut, francês de 1,91 metros conhecido por ser um grande sacador. O confronto aconteceu apenas duas vezes na história, com uma vitória para cada lado.

“Ele é muito agressivo e vai querer encurtar os pontos. Ele saca e voleia muito bem. Preciso sacar com consistência para conseguir manter a pressão no resto do jogo”, completou Nadal. A partida das oitavas acontece nesta terça-feira, ao meio dia (de Brasília).

Mahut, inclusive, foi protagonista da mais longa partida já disputada na história do tênis. Em Wimbledon, no ano de 2010, o francês batalhou por 11 horas e seis minutos contra o estadunidense John Isner, outro gigante de saque muito potente. O jogo bateu diversos recordes do esporte e terminou com 70 a 68 para Isner no set desempate.