Nada de piscina! Estreia do surfe em Jogos Olímpicos será na praia

Yahoo Esportes
Tsurigasaki sediará o primeiro evento olímpico da história do surfe (Reprodução)
Tsurigasaki sediará o primeiro evento olímpico da história do surfe (Reprodução)

Por Guilherme Daolio

Acabou o mistério. O local de disputas da estreia do surfe em Jogos Olímpicos será a praia de Tsurigasaki, a cerca de 100 quilômetros da cidade-sede e capital Tóquio. Quando tudo indicava e muitos acreditavam que o inédito campeonato aconteceria em uma piscina de ondas, o presidente da ISA (International Surfing Association) afirmou à agência de notícias AFP que a decisão já está tomada.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

“Com o apoio da ISA, o COI [Comitê Olímpico Internacional] e os organizadores de Tóquio-2020 determinaram que o surfe acontecerá no oceano em Tóquio, na praia de Tsurigasaki, em Chiba”, disse Fernando Aguerre, presidente da ISA

A notícia pegou de surpresa grande parte da mídia especializada e também dos atletas. A grande aposta no meio era de que uma piscina de ondas, nos mesmos moldes do Surf Ranch de Kelly Slater, seria construída para os Jogos, já que o período de disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio (de 24/07 a 09/08) não coincide com as grandes ondulações em Tsurigasaki.

A Founders Cup disputada no início de maio na piscina de ondas de Kelly Slater, foi um sucesso e serviu como evento-teste para os Jogos Olímpicos. Mesmo com toda a boa repercussão, a ISA elogiou o novo formato:

“A ISA há muito tempo é apoiadora e defensora da tecnologia de piscinas de ondas. Estamos interessados ​​em aprender sobre qualquer desenvolvimento deste tipo e, obviamente, vamos manter contato com todas as novas iniciativas que ajudam no desenvolvimento de nosso grande esporte”, completou Fernando Aguerre, presidente da ISA.

O pico

A praia japonesa já recebeu diversas competições profissionais de surfe e é um dos principais picos do esporte no país. Inclusive um evento da Divisão de Acesso está sendo disputado neste momento por lá.

A praia de Tsurigasaki é um beach break, ou seja, tem o fundo de areia. As ondulações costumam ser consistentes na maior parte do ano e as ondas são fortes, apesar de muitas vezes chegarem balançadas.

Leia mais:
– ‘Praia secreta’ na Indonésia volta ao Circuito Mundial de surfe após 5 anos
– Brasil foi fundamental para o surfe, mas Governo Cabral ‘sujou’ o Maracanã do esporte
– Saquarema: Uma cidade que respira e inspira o surfe há quatro décadas

Formato de disputa

Filipe Toledo foi um dos representantes do Brasil na Founders Cup (Mark Ralston/AFP/Getty Images)
Filipe Toledo foi um dos representantes do Brasil na Founders Cup (Mark Ralston/AFP/Getty Images)

O formato de disputas do surfe nos Jogos Olímpicos ainda não foi oficialmente divulgado, mas especula-se que seja bem parecido com o que aconteceu na Founders Cup. No torneio amistoso disputado em Lemoore, na Califórnia, cada nação foi representada por quatro surfistas sendo dois homens e duas mulheres.

O que se pode afirmar é que sendo no mar, as baterias acontecerão normalmente como estamos acostumados no Circuito Mundial e não com um atleta por vez como foi no evento-teste.

Enquanto os Jogos Olímpicos não chegam, você acompanha tudo sobre o Mundial de Surfe e todas as notícias do esporte aqui no Yahoo!


Leia também