Caso Jean: esposa o atacou por ciúmes e ligação telefônica, diz jogador

Segundo a versão do goleiro Jean, contada à polícia de Orlando no momento de sua prisão, a briga entre ele e Milena começou quando ela se irritou ao ver o atleta no telefone com outra mulher.

Pelo que Jean contou ao policial que atendeu a ocorrência, a briga que resultou em sua prisão começou pelos ciúmes de Milena, que teria acertado o goleiro com uma chapinha e mordido sua coxa. Ele, porém, não soube explicar como ela conseguiu mordê-lo naquele local.

O goleiro disse ainda que toda a situação foi um "mal-entendido'.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Isso tudo consta no documento liberado pelo Justiça americana, sem as tarjas pretas do mesmo documento divulgado pela polícia.

B.O. Jean sem tarjas
B.O. Jean sem tarjas
(Foto:Reprodução)

A polícia prendeu Jean sob acusação de violência doméstica. Ele passará por uma audiência para definir se poderá ser solto com o pagamento de fiança. 

Milena contou, em depoimento, que foi agredida pelo marido com oito socos durante a briga e a polícia considerou que os ferimentos em Jean foram legítima defesa de Milena. As filhas do casal deram a mesma versão que mãe sobre o ocorrido. 

A Goal publicou que, para pessoas próximas ao casal, Milena disse que o motivo da briga foi um impasse sobre o Réveillon e sobre dinheiro. Quem conhece o casal dizque é longo o histórico de discussões acaloradas entre eles.

O São Paulo emitiu uma nota dizendo que só vai dar uma posição oficial sobre o caso no fim das férias. Mas tudo indica que o goleiro não fica no time. 

Leia também