Na Serrinha, Goiás sai atrás, mas busca empate contra a Ponte Preta pela Série B

·4 min de leitura


Na noite desta terça-feira (2), Goiás e Ponte Preta ficaram no empate de 2 a 2 pela 33ª rodada do Brasileirão Série B 2021. Fábio Sanches e Léo Naldi marcaram pela Macaca, enquanto que Dadá Belmonte e Alef Manga deixaram tudo igual para o Esmeraldino. Com o resultado, o time goiano chegou aos 54 pontos e segue na 4ª colocação. Enquanto isso, a Macaca chegou aos 39, assumiu o 15° lugar, mas está a apenas um ponto do Londrina, primeiro clube dentro do Z4.

Agora, as duas equipes voltam a campo no próximo final de semana, pela 34ª rodada do Brasileirão Série B. No sábado (6), o Goiás visita o Operário, às 18h30. Enquanto isso, no domingo (7), a Ponte Preta recebe o CRB, às 20h30.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Começo amarrado
Os primeiros 15 minutos na Serrinha se deram sem muita emoção. Em casa, o Goiás teve mais a posse de bola e administrou as ações do jogo ao longo deste período.

Em contrapartida, a Ponte Preta mostrou muitas dificuldades quando teve a bola sob sua posse e acabou tendo pouco tempo neste quesito. Ainda assim, vendeu caro os espaços e bloqueou as ações da equipe da casa.

Lei do ex!
Mesmo depois do nervosismo e os estudos do começo do jogo, as equipes se mostraram pouco criativas ao longo da parte intermediária do primeiro tempo. A chegada de maior perigo do Goiás até os 30 minutos foi um chute fraco de Welliton, que morreu nas mãos de Ivan.

Sem muito poder de criação, as ações da Ponte Preta vinham se resumindo em jogadas que eram facilmente desarmadas pela defesa adversário. Assim, foi pelo alto que a Macaca conseguiu surpreender. Rafael Santos cruzou fechado, e Fábio Sanches, que antes defendia o Goiás, cabeceou para o fundo do gol, abrindo o placar.

Letal!
O gol fez o Goiás dominar mais ainda as ações do jogo, visto que precisava empatar primeiro para depois voltar a sonhar com a vitória. Sem muitos espaços pelo chão, o Esmeraldino conseguiu criar perigo pelo alto, quando Welliton desviou cruzamento na primeira trave e forçou Ivan a espalmar.

Depois da chance que teve, o time da casa voltou a ficar travado no setor de criação e irritou o torcedor. Do outro lado, a Ponte Preta foi letal. Iago fez jogada pela esquerda e tocou para Rodrigão. O centroavante foi travada na hora do chute, e a bola se ofereceu para Marcos Júnior, que ajeitou para Léo Naldi. Da entrada da área, o camisa 18 mandou no ângulo direito de Tadeu, que nada pôde fazer.

Muita dificuldade
A volta do intervalo continuou mostrando o Goiás controlando a posse de bola, mas enfrentando sérios problemas no momento de criar suas jogadas. Por outro lado, a Ponte Preta se mostrou tranquila na defesa e conseguiu neutralizar as ações do adversário.

Nervoso, o Esmeraldino conseguiu criar apenas duas oportunidades de gol ao longo dos primeiros 15 minutos do segundo tempo. Na primeira, David Duarte recebeu cruzamento, testou para o chão, mas errou o alvo. Mais tarde, Welliton soltou uma bomba, e Ivan fez a defesa.

Verdão vivo
​A partida passou a pegar fogo a partir dos 26 minutos. Após cruzamento na área, Nicolas subiu muito e testou com força, mas a bola acabou batendo na trave de Ivan e depois foi afastada pela defesa para escanteio.

Na cobrança, logo em seguida, Nicolas novamente ganhou pelo alto da defesa e desviou na direção da trave oposta. Dadá Belmonte apareceu por trás da defesa e só teve o trabalho de completar para o gol, diminuindo o marcador na Serrinha.

Artilheiro é artilheiro
Depois do gol, o Goiás passou a encontrar novas dificuldades para conseguir atacar. Assim, Ivan teve pouco trabalho até os minutos finais. Do outro lado, André Luiz conseguiu obrigar Tadeu a intervir em chute de longe.

Já quando a partida se aproximava dos acréscimos e tudo parecia se encaminhar para uma vitória importante da Ponte Preta na luta contra o Z4, Alef Manga apareceu atrás da defesa campineira em cruzamento vindo da esquerda e testou para deixar tudo igual. O Verdão ainda pressionou, teve oportunidade de virar o jogo, mas acabou errando nas finalizações, fechando o jogo em 2 a 2.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 2 X 2 PONTE PRETA
​​​​​​Local
: Serrinha, em Goiânia (GO)
Data/Horário: 02 de novembro de 2021 (terça-feira), às 21h30
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Lorival Cândido das Flores (RN)
Gols: Fábio Sanches (29'/1°T) (0-1), Léo Naldi (45'/1°T) (0-2), Dadá Belmonte (26'/2°T) (1-2), Alef Manga (43'/2°T) (2-2)
Cartões amarelos: Hugo, Caio (Goiás), Rayan (Ponte Preta)

GOIÁS: Tadeu; Apodi (Dadá Belmonte, aos 18'/2°T), David Duarte, Reynaldo e Hugo; Diego, Rezende (Fellipe Bastos, aos 0'/2°T) e Elvis; Luan Dias (Alef Manga, aos 0'/2°T), Welliton (Albano, aos 30'/2°T) e Nicolas (Bruno Mezenga, aos 47'/2°T). Técnico: Glauber Ramos.

PONTE PRETA: Ivan; Felipe Albuquerque, Fábio Sanches, Rayan e Rafael Santos (Marcelo Hermes, aos 25'/2°T); Yago Henrique (André Luiz, aos 17'/2°T), Marcos Júnior (Camilo, aos 30'/2°T) e Léo Naldi; Niltinho, Iago (Richard, aos 25'/2°T) e Rodrigão (Josiel, aos 30'/2°T). Técnico: Gilson Kleina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos