Na seleção? Presidente do São Paulo conta que Muricy recebeu convite da CBF

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Novidade canarinho? Julio Casares, presidente do São Paulo, afirmou que Muricy Ramalho, coordenador de futebol do Tricolor Paulista, recebeu convite para trabalhar na seleção brasileira. A informação foi concedida à coluna da jornalista Monica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, realmente convidou o Muricy [Ramalho] para trabalhar na Seleção. Eu falei que não gostaria de abrir mão dele, que é um profissional sério, um patrimônio do São Paulo. E o Muricy não desejou largar esse projetoCasares, à Folha de S. Paulo

Ex-técnico da equipe, Muricy retornou ao Morumbi nesta temporada para atuar na nova função. Em 2010, o então treinador do Fluminense recebeu convite para dirigir a seleção brasileira, mas alegou que iria cumprir seu contrato no clube das Laranjeiras. Na ocasião, ele se sagrou campeão brasileiro.

Muricy no comando do Fluminense. | Buda Mendes/Getty Images
Muricy no comando do Fluminense. | Buda Mendes/Getty Images

A reportagem do ge procurou Julio Casares, que deu detalhes sobre a interação entre as partes: "É uma honra tanto para ele ser lembrado pela CBF quanto para nós em ter um profissional de referência. A CBF teve uma conduta muito correta, porque fez o convite, conversou comigo, viu nossa necessidade e nunca mais voltou no assunto", ressaltou o presidente.

A CBF, por sua vez, emitiu nota confirmando contato:

A CBF confirma que, ao final do Campeonato Brasileiro, teve uma conversa inicial com o Coordenador Muricy Ramalho e o Presidente do São Paulo Futebol Clube, Julio Casares, sobre uma eventual possibilidade de o profissional integrar a Comissão Técnica da Seleção Brasileira. A consulta ocorreu em absoluta sintonia com a avaliação do Coordenador Juninho Paulista e do técnico Tite.

A despeito do orgulho demonstrado por Muricy pelo convite para participar da Seleção Nacional, seu compromisso com as atividades assumidas com o São Paulo, e a relevância demonstrada pelo presidente do clube em relação a uma potencial perda de seu profissional sensibilizaram a CBF.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos