Na mira do Internacional, Taison revela motivo para ter sido afastado pelo Shakhtar

Nathalia Almeida
·1 minuto de leitura

Contratado em janeiro de 2013, Taison é um dos atletas mais respeitados e importantes da história recente do Shakhtar Donestk. Contudo, este belo e longo relacionamento começa a dar evidentes sinais de desgaste, culminando em episódios pouco saudáveis tanto para jogador, quanto para o próprio clube.

Fortemente especulado no Internacional e aparentemente inclinado a retornar ao Brasil, o meia-atacante de 33 anos está em reta final de contrato junto ao Shakhtar: seu atual vínculo expira em 30 de junho deste ano, e não será renovado. Acontece que o clube ucraniano tem fama de endurecer negociações de liberação, o que pode ter sido um estopim para o recente ato de indisciplina do camisa 7, admitido pelo próprio em entrevista à Gaúcha ZH.

Taison ficará livre no mercado ao final de junho | Marco Luzzani/Getty Images
Taison ficará livre no mercado ao final de junho | Marco Luzzani/Getty Images

"Tive uma discussão com o treinador também. Foi isso o que aconteceu, uma discussão normal. Algumas coisas que eu acho que não é certo eu acabo discutindo. Meu empresário está aqui comigo. Ele que está vendo essa situação [negociação com o Inter] e tudo que está acontecendo. Deixei tudo na mão dele", afirmou.

A discussão com o técnico Luís Castro rendeu afastamento imediato de Taison, que já não aparece entre os relacionados do Shakhtar para a partida de domingo (21) contra o FC Lviv e ficará treinando em separado do elenco principal a partir de segunda-feira.