Na mira de cinco brasileiros, Éverton Ribeiro custa R$ 16mi; Palmeiras sai da disputa

Meia comemora um dos 22 gols pelo Al-Ahli; Grêmio, São Paulo, Palmeiras, Flamengo e Cruzeiro sondaram situação de Éverton nesta quarta-feira (Divulgação)

Os rumores de que Éverton Ribeiro deixaria o Al-Ahli de graça não duraram sequer um dia. Grêmio, São Paulo, Palmeiras, Flamengo e Cruzeiro procuraram o empresário do meia, Robson Ferreira, ao longo da quarta-feira e foram avisados de que os árabes querem R$ 16,6 milhões por 50% dos direitos econômicos – o contrato do atleta só termina em 29 de janeiro de 2019.

O pacote Éverton Ribeiro ainda tem mais R$ 700 mil de salário por mês e comissão de R$ 1,7 milhão para o empresário.

O Palmeiras foi o primeiro a desistir da contratação depois de tomar conhecimento dos valores. Fã do futebol de Éverton Ribeiro, o diretor-executivo de futebol Alexandre Mattos fez contato com Robson, mas se assustou com o custo e descartou o negócio. Foi Mattos quem levou Éverton para o Cruzeiro, em 2013.

Grêmio e São Paulo são os maiores interessados, apesar de negarem publicamente as negociações. Tanto para gaúchos quanto para paulistas, o salário exigido pelo meia está fora da realidade. No São Paulo, por exemplo, o teto é de R$ 350 mil, embora Maicon e Pratto recebam aproximadamente R$ 150 mil a mais, incluindo luvas.

O Flamengo quis entender a situação de Éverton Ribeiro. As presenças no elenco de Diego e Conca, que podem atuar na mesma função, joga contra a possibilidade de o Rubro-Negro fazer um grande investimento pelo meia bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro. Por falar na Raposa, que vive ano eleitoral, a contratação do meia seria um grande trunfo.

Revelado na base do Corinthians, Éverton Ribeiro tem 27 anos e passou por São Caetano, Coritiba e Cruzeiro até ser comprado pelo Al-Ahli por 15 milhões de euros. No mundo árabe, ele acumula 96 jogos, 22 gols e um título nacional.

O PACOTE ÉVERTON RIBEIRO:
Valor por 50%: R$ 16,6 milhões
Salário: R$ 700 mil por mês
Comissão: R$ 1,7 milhão

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: