Na mesa: Vasco aumenta oferta para renovação de contrato com Guarín

David Nascimento e Felippe Rocha
LANCE!
Guarín com a camisa do Vasco (Foto: Dikran Júnior)
Guarín com a camisa do Vasco (Foto: Dikran Júnior)


O Vasco aumentou neste fim de semana a proposta para renovar o contrato com Fredy Guarín. O LANCE! apurou os novos termos: o novo contrato proposto pelo Cruz-Maltino para o colombiano é válido até o fim de 2021, o jogador receberá cerca de R$ 480 mil de salário mensal, e dependendo de metas que o jogador alcance até o término deste ano, os vencimentos do jogador, na segunda metade do contrato, receberia um aumento de aproximadamente R$ 40 mil.

A primeira oferta do Vasco pela renovação de Guarín era no valor de quase R$ 400 mil de salário mensal - o salário do primeiro contrato era R$ 50 mil a menos. O jogador já indicou nas conversas da negociação que tende a aceitar o novo contrato, mas somente depois de receber os atrasados do primeiro vinculo. O valor que ele tem a receber, incluindo o salário de dezembro que tem de ser pago até o próximo dia 20, é de cerca de R$ 1 milhão - de atrasado, há um mês de salário, dois meses de direito de imagem, férias e 13º proporcionais.


Um ponto que está na mesa de negociação é a tentativa do Vasco em pagar um mês dos atrasados a Guarín de maneira imediata, e diluir o restante dos atrasados para pagamentos mensais ao longo da temporada. Para resolver a quitação dos atrasados, o clube espera fechar a renovação do patrocínio com o Banco BMG nos próximos dias, antecipando o valor fixo integral ainda neste mês - conforme o LANCE! publicou no último sábado.

Com a camisa do Vasco, Guarín entrou em campo em 12 partidas no ano passado e fez três gols. O jogador, de 33 anos, chegou a São Januário no segundo semestre de 2019 para um contrato de três meses, após ter deixado o Shanghai Shenhua, da China. Quando apresentado, admitiu que tinha interesse de jogar nos EUA por ter como projeto de vida morar no país norte-americano quando se aposentasse. Era uma opção naquele momento, mas o tempo passou, ele foi abraçado pela torcida, perdeu o peso acima com o qual chegou no clube. Demorou a se adaptar, pela questão física, no sistema de jogo do então treinador, Vanderlei Luxemburgo, mas, quando entrou, demonstrou capacidade técnica acima da média e caiu nas graças da torcida.

Em nota, o Vasco nega os termos da negociação: "A diretoria administrativa reafirma o compromisso em cumprir uma de suas premissas fundamentais: qualificar o elenco sem abrir mão da responsabilidade financeira.".

A reportagem mantém e reforça a apuração de valores envolvendo a negociação para a renovação de Guarín com o Vasco.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também