Na Libertadores, Atlético-PR é goleado pelo San Lorenzo em casa

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Atlético-PR podia ter definido a classificação às oitavas da Taça Libertadores nesta quarta-feira (3), mas esteve pouco inspirado e acabou derrotado pelo San Lorenzo por 3 a 0, na Arena da Baixada.

O time argentino mostrou muita qualidade com a bola no meio-campo, principalmente nos pés dos experientes Ortigoza e Belluschi, e envolveu a marcação do Atlético-PR em vários momentos.

O primeiro gol dos argentinos saiu aos 13min do primeiro tempo. Uma boa trama pela direita terminou com cruzamento certeiro para Díaz cabecear.

Atrás no placar, o Atlético mostrou muitas dificuldades para incomodar o sistema defensivo do San Lorenzo. A falta de ameaça ao gol rival tirou a paciência da torcida, que vaiou o time da casa ao final da primeira etapa.

Já na segunda parte do jogo, o técnico Paulo Autuori fez uma alteração dupla que melhorou o rendimento da equipe paranaense. Saíram Rossetto e Coutinho para as entradas de Felipe Gedoz e Pablo, atacante que não jogava desde março por conta de lesão.

Mas quando o Atlético vivia seu melhor momento no jogo, mais uma jogada pela direita do San Lorenzo resultou em cruzamento e gol, aos 22min, desta vez de Blandi.

A partir deste momento, o Atlético-PR adotou uma postura ultraofensiva . Nos últimos 15 minutos, o time tinha Grafite na frente, apoiado por uma linha formada por Nikão, Eduardo da Silva, Pablo e Felipe Gedoz.

Mas o San Lorenzo manteve a marcação compacta e evitou qualquer recuperação atleticana. Para completar, Botta ainda fez um lindo gol aos 46min, limpando a marcação dentro da área para fechar o marcador.

O resultado que deixa a equipe rubro-negra em situação de alerta na competição. O Atlético-PR tem agora os mesmos sete pontos do San Lorenzo, no grupo 4 da competição.

Na última rodada, o Atlético-PR jogará fora de casa com a Católica. O Flamengo também atuará longe de seus domínios, na Argentina, contra o San Lorenzo.

ATLÉTICO-PR

Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Matheus Rossetto (Felipe Gedoz) e Otávio; Douglas Coutinho (Pablo), Lucho González (Grafite) e Nikão; Eduardo da Silva. Técnico: Paulo Autuori

SAN LORENZO

Navarro; Díaz, Angeleri, Caruzzo e Rojas; Mussis; Cerutti (Botta), Belluschi, Ortigoza (Mercier) e Merlini (Coloccini); Blandi. Técnico: Diego Aguirre

Estádio: Arena da Baixada, Curitiba, PR

Juiz: Wilmar Roldán (COL)

Cartões amarelos: Thiago Heleno (CAP); Díaz e Rojas (SLO)

Gols: Díaz (SLO), aos 13min do 1º tempo; Blandi (SLO), aos 22min, e Botta (SLO), aos 47min do 2º tempo