Na estreia oficial de Ramírez, Internacional vence o Novo Hamburgo

Futebol Latino
·2 minuto de leitura


No primeiro capítulo efetivo da história de Miguel Ángel Ramírez como técnico do Internacional, o treinador espanhol começou com o pé direito diante da vitória por 1 a 0 contra o Novo Hamburgo.

>Classificação atualizada do Gauchão

PERIGO DOS DOIS LADOS

Se a escalação pensando no sistema ofensivo do Inter parecia mais leve, denotando o desejo de maior mobilidade, a marcação do time da casa foi um obstáculo considerável para que o Colorado conseguisse exercer a pressão esperada.

Por isso, apesar do Internacional ter chegado em algumas oportunidades a rondar de maneira perigosa a meta defendida por Nícolas, o Noia também teve presença ofensiva e chegou a acertar a trave defendida por Danilo Fernandes em batida de média distância do lateral-direito Chicão.

VOLTOU ACESO

Diferente do que ocorreu nos primeiros 45 minutos, as tramas de ataque do Colorado começaram a fazer real efeito na marcação do Novo Hamburgo que começava a dar espaços. E foi nessa toada que, em cobrança de falta na área, Moisés achou Marcos Guilherme que concluiu no canto de Nícolas para fazer o primeiro do time de Porto Alegre no Vale dos Sinos.

GOL BENÉFICO

Além da questão do placar, o aspecto de confiança foi notório com a vantagem prática onde, no posicionamento das linhas mais avançadas e nas disputas de bola, o Internacional dominava as ações e passava a "acuar" o Noia. Tanto é que, até o fim da partida, a equipe anfitriã teve somente uma chance real de assustar Danilo Fernandes quando o zagueiro Igor recebeu passe em excelentes condições para invadir a área e parou em uma ótima defesa do arqueiro do Colorado.

FICHA TÉCNICA
NOVO HAMBURGO 0 x 1 INTERNACIONAL

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data e hora: 21/03/2021 - 19h45 (de Brasília)
Árbitro: Érico Andrade de Carvalho
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor e Fabulo Oliveira Diniz

GOLS: Marcos Guilherme (16'/2°T) (0-1)

NOVO HAMBURGO (Técnico: Márcio Nunes)

Nicolas; Chicão, Igor, Marcão e Rennan; Amaral (Camargo, no intervalo), Rafael Carrilho (Romarinho, aos 27'/2°T) e Pedrinho (William Schuster, aos 15'/2°T); Matheus Lagoa (Elias, aos 16'/2°T), Hélio Paraíba (Kayron, aos 34'/2°T) e Claudinho.

INTERNACIONAL (Técnico: Miguel Ángel Ramírez)

Danilo Fernandes; Rodinei (Heitor, aos 18'/2°T), Zé Gabriel, Victor Cuesta e Moisés (Lucas Ribeiro, aos 27'/2°T); Rodrigo Lindoso, Edenílson (Nonato, aos 27'/2°T), Praxedes e Patrick; Marcos Guilherme (Yuri Alberto, aos 19'/2°T) e Thiago Galhardo (Abel Hernández, aos 11'/2°T).