Na estreia de Dudamel, Galo vence o Uberlândia no Mineiro

Valinor Conteúdo
LANCE!
Jogadores do Galo comemoram o gol da Fábio Santos (Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro)
Jogadores do Galo comemoram o gol da Fábio Santos (Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro)

O Atlético-MG estreou com vitória no Campeonato Mineiro 2020 ao superar o Uberlândia por 1 a 0, no Parque do Sabiá, nesta terça-feira, 21 de janeiro. Os três pontos atleticanos, graças a um gol de pênalti de Fábio Santos, deram a primeira vitória de Dudamel no comando da equipe.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O resultado pode ser considerado bom para o time alvinegro, se for considerado o pouco tempo de preparação da equipe, que treina desde o dia 8 de janeiro, enquanto o Periquito trabalha desde o fim de novembro com o seu elenco, estando em melhor forma física. Dudamel pode observar algumas opções no time com a dupla Allan e Jair que jogaram juntos pela primeira vez no Galo.

Apesar de menos tempo de trabalhos, o Atlético teve força para segurar o ímpeto do Uberlândia, que tem uma equipe capaz de brigar pelas cinco primeiras posições do campeonato. Mas, ainda está longe dos três grande da capital.

Leia também:

O Galo volta a campo domingo, 26 de janeiro, contra o Tupynambás, no Independência, às 16h, enquanto o Uberlândia vai a Poços de Caldas no sábado, 25, encarar a Caldense, às 19h, no Estádio Ronaldo Junqueira.

Perna ainda pesada

Apesar da superioridade técnica do Galo, o time de Dudamel ainda está sob o efeito da pré-temporada, em que se foca na parte física. Por isso, o Uberlândia ofereceu algum perigo para o time da capital mineira.

Bom lance de Hyoran, pênalti para o Galo

O meia, vindo do Palmeiras se entendeu bem com Marquinhos e deram velocidade a troca de passes no meio de campo. Foi de Hyoran o lance que gerou o pênalti para o time alvinegro.

Fábio Santos, quase infalível. Gol do Galo!

O lateral foi para a cobrança de pênalti e mandou para o fundo das redes, abrindo o placar e a artilharia atleticana em 2020. O jogador perdeu apenas um pênalti com a camisa do Galo, contra o Botafogo em 2018. Foram 18 cobranças desde 2016 e 17 gols.

Uberlândia tem gol bem anulado

O time do Triângulo tentou usar sua melhor forma física, pois treina desde novembro do ano passado, para pressionar o Atlético. Conseguiu algumas chances de gol, marcou com Diogo Peixoto, mas ele estava impedido.

Chance para empatar. Michael aparece bem!

O lateral Fábio Santos cometeu penalidade em Wandinho. Quando Felipe Alves foi para a cobrança, Michael mostrou envergadura e defendeu bem a cobrança no seu canto direito.

Jair e Allan juntos pela primeira vez

A expectativa de ver dois volantes com bom passe e velocidade na marcação ainda terá ser contida um pouco. Mesmo em campo juntos, Jair e Allan precisam se encontrar melhor em campo, apesar a liberdade que a dupla teve para subir, pois Zé Welisson estava protegendo a subida deles, quando iam ao ataque. Mas é uma dupla promissora.

Segundo tempo de poucas emoções

O Uberlândia tentava ir ao ataque, mas faltava qualidade ao time do interior para ameaçar Michael. Pelos lados do Atlético-MG, a entrada de Maicon Bolt no lugar de Marquinhos não teve o efeito esperado por Dudamel de explorar a velocidade do atacante para acionar Di Santo, muito mal na partida. O resultado: poucas chances de gol.

Pressão final do Uberlândia

O time do Triângulo tentou empatar o jogo se aproveitando do cansaço do Galo, mas sem resultado final. O torcedor do Verdão ficou satisfeito. Galo começa o ano com vitória.

FICHA TÉCNICA
UBERLÂNDIA 0 X 1 ATLÉTICO-MG

Data-hora: 21 de janeiro de 2020, às 21h30
Estádio: Parque do Sabiá, Uberlândia (MG)
Árbitro: Gabriel Murta Barbosa Maciel
Assistentes: Marcos Vinicius Gomes e Pablo Almeida Costa
Cartões amarelos: Serginho( UBE), Fábio Alves (UBE), Plínio (UBE), Clebinho (UBE), Jair (ATL), Gabriel (ATL)
Cartões vermelhos:
Público e renda: não divulgados

Gol: Fábio Santos, aos 22’, 1ºT (0-1)

UBERLÂNDIA: Rafael; Joazi, Plínio, Rogério e Fábio Alves; Sérginho (Clebinho, aos 23’-2ºT), Leandro Salino, Diogo Peixoto; Wandinho (Breno, aos 42’-2ºT); Dija Baiano e Felipe Alves (Tiago Amaral, aos 11’-2ºT). Técnico: Felipe Surian

ATLÉTICO-MG: Michael, Patric, Réver, Gabriel e Fábio Santos. Jair (Ramon Martínez, aos 17’-2ºT), Allan, Zé Welisson, Hyoran; Marquinhos (Maicon Bolt, aos 11’-2ºT) e Di Santo (Bruno Silva, aos 43’-2ºT): Técnico: Rafael Dudamel.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também