Na espera do Mundial, Flamengo de Jesus não abandona o Brasileiro e mostra que pode crescer ainda mais

O Flamengo foi o grande campeão do Brasileirão 2019 (EDUARDO CARMIM/PHOTO PREMIUM)
O Flamengo foi o grande campeão do Brasileirão 2019 (EDUARDO CARMIM/PHOTO PREMIUM)


Depois de conquistar os títulos da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro, era natural imaginar que o Flamengo passaria a pensar no Mundial de Clubes. E, de forma discreta, o clube e a comissão técnica estão, de fato, fazendo isso. Mas não significa que o Rubro-Negro abriu mão de disputar a competição nacional. Muito pelo contrário.

E a vitória por 3 a 1 sobre o Palmeiras, neste domingo, foi uma mostra disso. O time de Jorge Jesus jogou sem Everton Ribeiro, poupado por sentir dores no joelho esquerdo e sem Pablo Marí, liberado para viajar à Espanha para renovar seu passaporte. Pelo que o técnico português já mostrou durante a temporada, ele dificilmente pouparia ou liberaria jogadores se o jogo tivesse alguma importância maior para o planejamento do time.

TABELA
> Confira como está a classificação do Campeonato Brasileiro

Ainda que, pelo discurso, Jesus garanta foco total no Brasileiro para manter o ritmo do time e para seguir quebrando recordes, o português também mostrou mesmo durante o jogo deste domingo que já deve estar mesmo pensando no Mundial. Ele tirou Bruno Henrique ainda no intervalo da partida no Allianz Parque por dores na parte posterior da coxa direita. Depois, provavelmente só não trocou Gabigol, que também reclamou de dores e chegou a fazer sinal para ser substituído, por já ter feito três mudanças.

Ainda que tenho começado a poupar alguns jogadores, como também fez na partida contra o Ceará, na última quarta-feira, o Flamengo mostrou, contra o Palmeiras, o mesmo padrão e ritmo de jogo de sempre. Em alguns momentos, não com o mesmo ímpeto, é verdade, mas, por tudo que tem apresentado e por ter aberto 3 a 0 no placar, é difícil cobrar o mesmo desempenho que tem encantado o Brasil em 100% do tempo.








- Nós criamos uma marca. Temos muita motivação para bater os recordes que tem pra bater e tudo isso faz com que a equipe continue com alguma adrenalina e motivação. E, mesmo sabendo que já é campeão, continuar procurando a vitória - comentou Jorge Jesus, após a partida, em entrevista coletiva.

- Eles sabem que há mais um título a ser disputado, com dois adversários que estão no auge, enquanto estamos em fim de temporada - completou o treinador, se referindo ao Mundial de Clubes.

Assim, o treinador explícita que, apesar ter poupado alguns jogadores, a ideia é chegar com o time "voando" para a competição no Qatar. Ou seja, com bom planejamento e poupando quando necessário e "permitido", o Flamengo e Jorge Jesus dão cada vez mais mostras de que estão com tudo alinhado para o clube ter um final de ano ainda mais histórico do que já é.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também