Na chegada ao Atlético-MG, Marlone explica polêmica na saída do Corinthians

VICTOR MARTINS

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - No momento em que deixava o Corinthians para acertar com o Atlético-MG, o meia Marlone divulgou através da assessoria de imprensa pessoal um comunicado revelando uma chateação com algumas pessoas do Corinthians. Na Cidade do Galo desde a semana passada, o jogador foi apresentado nesta terça-feira e o assunto Corinthians voltou. Marlone explicou o comunicado.

"Eu tenho amizade com a diretoria do Corinthians, com o Alessandro. Matérias falaram que era lá dentro do clube, mas eu não falei que era a diretoria. Eu me posicionei, mas não ofendi ninguém do clube, ainda sou atleta do Corinthians. Apenas me posicionei, me defendi", justificou o atleta que vai ficar por empréstimo no clube mineiro até o final da temporada.

Já regularizado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, Marlone deve ser relacionado para o clássico deste sábado (1º), contra o Cruzeiro. Aliás, o jogador de 24 anos já passou pelo Cruzeiro, na temporada 2014. Enfrentar um clube que já defendeu não vai ser problema por Marlone, que também atuou por Vasco, Fluminense, Sport e Corinthians.

"[Sou um] atleta profissional e já passei por alguns clubes. Vou encarar como uma final, como um jogo decisivo, 'a gente' sabe que é um clássico. Sempre é bom estreiar, que bom é clássico. Quem sabe estrear com vitória e até com gol? Seria para estrar com pé direito no Atlético. 'Estamos' preparados para isso. É um jogo difícil e o clássico se define por detalhes".

Marlone está na pauta do Atlético desde dezembro do ano passado, pedido pelo técnico Roger Machado. No entanto, a negociação entre 2016 e 2017 não evoluiu e o jogador ficou fora da fase de grupos da Copa Libertadores. Confiante, Marlone garante estar pronto para a responsabilidade de chegar a mais um grande clube e como pedido do treinador.

"'A gente' sabe que jogar num grande clube como o Atlético é uma responsabilidade muito grande, ainda mais quando o treinador quer você no rupo. A responsabilidade vai ser dividida com todos do grupo. Fico feliz com esse desejo do Roger, que me recebeu muito bem aqui. Todos, desde o porteiro até os companheiros. Espero corresponder e fazer um grande ano aqui".

O grande objetivo, como diz Marlone, é conquistar títulos. No currículo, embora tenha cinco clubes -o Atlético vai ser o sexto- o meia tem apenas duas conquistas. Ambas com o Cruzeiro, há três anos, quando conquistou os Campeonatos Mineiro e Brasileiro. Vencer com o Atlético é o que jogador mais deseja neste momento. Elenco o clube mineiro tempo, de acordo com avaliação de Marlone.

"É um time bem qualificado. Entre os elencos do futebol brasileiro, o elenco do 'Galo' é de dar inveja aos demais. Certamente é um dos melhores ou até o melhor. Tem jogadores experientes, consagrados. A visão que tenho é de elenco muito qualificado e que pode brigar por muita coisa grande esse ano".