Na Arena da Baixada, Athletico-PR vence o Ceará e esquenta briga por vaga na Libertadores

·4 min de leitura


Com ambos no meio da tabela, Athetico-PR e Ceará mediram forças na noite desta quarta-feira, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, visando entrar na briga por uma vaga na próxima edição da CONMEBOL Libertadores . E o Furacão não decepcionou sua torcida. Após sair na frente com gol de Renato Kayzer, Rick tratou de empatar a partida para o Vozão, mas não contava com o tento de Pedro Henrique que fechou a conta em 2 a 1.

Sendo assim, a equipe comandada por Alberto Valentim chegou aos 41 pontos ficando na 9ª colocação. Já o time comandado por Tiago Nunes, por conta do tropeço, acabou ficando na 11ª posição com seus 39 pontos.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Início de jogo equilibrado

Mesmo jogando em casa, a equipe do Athletico não conseguiu impor a famosa pressão inicial contra o Ceará. Sendo assim, até meados dos 15 jogados, a melhor chance até então foi de Abner Vinícius após cruzamento de Marcinho, mas a bola do camisa 16 acabou indo para fora.

Por outro lado, o Vozão, quando chegava ao seu campo de ataque, acionava Mendoza. Entretanto, praticamente não deu trabalho ao goleiro Santos, conseguindo neutralizar bem as tentativas dos visitantes encontrarem seu gol.

Furacão encontra seu tento na reta final da etapa

Com o tempo passando, o time do técnico Alberto Valentim passou a ter mais ação em campo. Até meados dos 30 minutos, apesar dos visitantes conseguirem ter espaço para chegar ao seu campo de ataque, assustava o goleiro João Ricardo como no chute de Terans, sendo a melhor chance até então.

Após muita insistência, o Athletico finalmente encontrou seu gol. Aos 43, Renato Kayzer, depois de receber bom passe de Marcinho nas costas da defesa, mandou na saída de João Ricardo para abrir o placar na Arena.

Vozão iguala tudo na Arena

Voltando para a segunda etapa adotando uma postura ofensiva, o Ceará partiu pra cima querendo o empate. E conseguiu. Aos 6 minutos, após primeira tentativa de Mendoza que acabou parando na defesa de Santos, Rick, sem marcação, acabou pegando o rebote para marcar.

Com a igualdade no marcador, o duelo passou a ficar mais equilibrado na sequência. Até meados dos 20 minutos, os dois times passaram a buscar a vitória. Sendo assim, Alberto Valentim promoveu mudanças em seu esquema tático colocando Pedrinho e Pedro Rocha, aumentando o gás.

Furacão volta a ficar em vantagem

E as trocas parecem que surtiram efeito. Minutos depois, aos 22, Pedro Henrique tratou de deixar os mandantes em vantagem novamente. Depois de cobrança de escanteio de Nikão, Pedro Henrique subiu sozinho para fazer 2 a 1 no marcador.

Novamente atrás no jogo, foi a vez de Tiago Nunes recuar para seus suplentes. Em quatro mudanças até meados dos 35, optou por aumentar seu poder ofensivo colocando Cléber e Erick.

Ceará perde jogador após lance revisado no VAR

Com o tempo passando, a equipe visitante sabia que o relógio era mais um dos obstáculos em campo. Entretanto, mesmo na expectativa de encontrar novamente o empate, aos 37, Fernando Sobral acabou fazendo uma falta sobre Canesin. O árbitro Wilton Pereira Sampaio, por sua vez, foi ao árbitro de vídeo rever o lance e acabou expulsando o meia.

Em vantagem numérica, as coisas ficam mais tranquilas para o Athletico. Sendo assim, até a reta final do confronto, contando com os acréscimos, apenas administrou o resultado até o apito final para comemoração dos torcedores presentes.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 2x1 CEARÁ

Data e horário: 10/11/2021, às 18h30 (de Brasília)
​Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (FIFA-GO) e Bruno Raphael Pires (FIFA-GO)
VAR: Leone Carvalho Rocha (CBF-GO)

Cartões Amarelos: Christian, 08'/1ºT; Abner Vinícius, 22'/1ºT; João Ricardo, 27'/1ºT; Renato Kayzer, 11'/2ºT; Richard, 23'/2ºT; Santos, 50'/2ºT

Cartões Vermelhos: Fernando Sobral, 37'/2ºT

Gols: Renato Kayzer, 43'/1ºT (1-0); Rick, 6'/2ºT (1-1); Pedro Henrique, 22'/2ºT (2-1)

ATHLETICO-PR: Santos; Marcinho; Pedro Henrique, Thiago Heleno, Nicolás Hernández (Zé Ivaldo, aos 46'/2ºT) e Abner Vinícius (Pedrinho, aos 18'/2ºT); Erick (Fernando Canesin, no intervalo), Christian, Nikão e Terans (Pedro Rocha, aos 18'/2ºT); Renato Kayzer.
(Técnico: Alberto Valentim)

CEARÁ: João Ricardo; Gabriel Dias, Gabriel Lacerda, Klaus e Bruno Pacheco (Yony González, aos 45'/2ºT); Fabinho (Oliveira, aos 35'/2ºT), Fernando Sobral, Marlon (Cléber, aos 27'/2ºT) e Vina; Rick (Erick, aos 27'/2ºT) e Mendoza (Oliveira, aos 35'/2ºT).
(Técnico: Tiago Nunes)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos