Na Arena Batistão, Operário vira pra cima do Confiança com gol nos acréscimos

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


Quando a partida entre Confiança e Operário parecia encaminhada para o empate, o zagueiro Reniê apareceu como o "herói improvável" na construção da vitória do Fantasma por 2 a 1 pela 34ª Rodada do Brasileirão da Série B. Enquanto o time de Ponta Grossa chegou aos 48 pontos na oitava colocação com o triunfo, a derrota fez o Dragão estagnar na 14ª posição com 42.

NA BASE DO TALENTO

A bola longa funcionou de maneira perfeita, vinda desde o goleiro Rafael Santos, para o Confiança inaugurar rapidamente o marcador por intermédio de seu camisa 10, Yago. Depois de receber o passe nas proximidades da grande área aos sete minutos, ele cortou a marcação e bateu forte, cruzado de perna esquerda para fazer a bola passar no meio das pernas de Martín Rodríguez.

Depois de sair atrás da contagem, a equipe visitante até conseguiu estar por mais tempo com a bola sob seu domínio e tentando frequentar o plano ofensivo. Porém, fato é que a finalização das jogadas do Operário tinha sérios problemas, levando apenas algum perigo na batida direta de escanteio executada por Marcelo onde o meia quase marcou um incrível gol olímpico.

PELO ALTO, A IGUALDADE

Quem conseguiu ficar mais tempo com a bola, apesar de todas as dificuldades no momento de concluir os lances, foi o time que marcou logo aos oito minutos do tempo complementar. Na cobrança de escanteio executada pelo lado esquerdo do ataque por parte de Marcelo, o centroavante Ricardo Bueno atacou a bola e testou em meio a uma grande concentração de jogadores, tirando qualquer chance de defesa para Rafael Santos.

MUDOU O JOGO

O panorama do jogo sofreu uma mudança radical depois do gol da igualdade do Dragão onde os mandantes passaram a ser o time com maior capacidade de reter a bola no ataque e até conseguir uma oportunidade muito boa no cruzamento com a cabeçada firme de Reis. O atacante até conseguiu concluir com um importante grau de precisão no extremo canto direito, mas não o suficiente para evitar a defesa igualmente bem feita de Martín Rodríguez.

O time de Sergipe ainda teria outra grande chance de desempatar o confronto na jogada individual de Yago onde a conclusão foi o grande pecado ao fazer a bola passar na frente da meta adversária.

SURPRESA NO FIM

Peça que entrou com papel inicial mais defensivo com comparação com Rafael Oller, foi no outro lado do campo que o zagueiro Reniê fez a diferença no compromisso depois de cobrança de escanteio do Operário-PR. A bola tocada na primeira trave sobrou para o defensor que olhou a posição de Rafael Santos e bateu com muita categoria no ângulo direito, cravando a vitória dos paranaenses na Arena Batistão.

FICHA TÉCNICA
CONFIANÇA 1 x 1 OPERÁRIO-PR - 34ª RODADA DA SÉRIE B

Estádio: Arena Batistão, em Aracaju (SE)
Data e horário: 11 de janeiro de 2021, às 20h
Árbitro: Jonathan Antero Silva (CBF-RO)
Assistentes: Márcia Bezerra Lopes Caetano (CBF-RO) e Rener Santos de Carvalho (CBF-AC)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Madison, Rafael Vila, Renan Gorne, Daniel Paulista (CON) / Leandro Vilela, Pedro Ken, Rafael Oller (OPE)
Cartões vermelhos:

GOLS: Yago (7'/1°T) (1-0), Ricardo Bueno (8'/2°T) (1-1)

CONFIANÇA (Técnico: Daniel Paulista)

Rafael Santos; Thiago Ennes, Luan, Nirley e Djalma Silva; Jeferson Lima, Amaral (Madison, aos 14'/2°T) e Rafael Vila (Ari Moura, aos 14'/2°T); Reis, Renan Gorne e Iago.

OPERÁRIO-PR (Técnico: Matheus Costa)

Martín Rodríguez; Alex Silva, Bonfim, Ricardo Silva e Fabiano; Leandro Vilela (Jorge Jiménez, aos 31'/2°T), Pedro Ken (Rafael Chorão, aos 22'/2°T) e Marcelo (Jean Carlo, aos 31'/2°T), Maranhão (Thomaz, aos 22'/2°T), Ricardo Bueno e Rafael Oller (Reniê, aos 40'/2°T).