'Não falar nome do jogador é um horror', diz Mauro Cezar sobre transmissão da FluTV

LANCE!
·2 minuto de leitura


Um dos tópicos mais comentados sobre a final da Taça Rio na noite de quarta-feira foi a transmissão realizada pela FluTV, que bateu o recorde da maior audiência da história do Youtube com um pico de 3.5 milhões de espectadores. Mas o comentarista Mauro Cezar Pereira tratou de relembrar um fato importante sobre a composição deste público.

Comentarista da ESPN Brasil, Mauro Cezar elogiou o recorde do canal e citou o 'azar' dos cartolas do Flamengo, mas relembrou que a audiência não era somente de tricolores, mas também de rubro-negros e torcedores de outros clubes.

- O recorde de transmissão é da Flu TV, azar dos cartolas do Flamengo, que terão chance em próximos jogos. Mas o fato é que o Fluminense esteve quase todo o tempo do lado da razão e a audiência foi formada não só por tricolores, mas também por rubro-negros e torcedores de outros clubes do país - afirmou em sua coluna no 'UOL'.

Entretanto, uma das críticas a transmissão por grande parte do público foi a baixa menção aos jogadores do Flamengo, que quase nunca eram citados durante o jogo, mesmo quando eles tinham a bola. Mauro compreendeu se tratar de um canal oficial de clube, mas afirmou que a medida de não falar o nome de jogadores foi 'um horror'.

- A transmissão feita pelo Fluminense não falava o nome dos jogadores do Flamengo. O torcedor do Fluminense mesmo quer saber quem é o jogador do Flamengo. É normal até que na FluTV a equipe torça pelo Fluminense, mas não falar nome do jogador é um horror. Em alguns momentos os comentários sobre os dois times eram corretos, e isso me parece razoável. Mas a narração me pareceu um pouco sem sentido. O comentarista já me pareceu num bom sentido, mas não dizer nome dos jogadores achei exagerado - completou.