'Não existe a narrativa de que jogar sem o Neymar é melhor', defende jornalista da TNT

Camisa 10 da Seleção Brasileira se tornou dúvida para o jogo contra a Suíça  (Foto: GIUSEPPE CACACE / AFP)


A lesão de Neymar se tornou assunto entre os torcedores na web. Enquanto uma parcela se preocupa com uma possível ausência do atacante brasileiro para a sequência da Copa do Mundo, outros internautas minimizam a situação. Vitor Sergio Rodrigues, comentarista da TNT Sports, defendeu a importância do camisa 10 no Mundial e discordou da narrativa que a Seleção Brasileira possa ter um desempenho melhor sem o craque.

+ ATUAÇÕES: Com direito a voleio, Richarlison marca duas vezes e recebe a maior nota em vitória do Brasil

- Não existe a narrativa de que jogar sem o Neymar é melhor. Vale para qualquer equipe do mundo, incluindo a Seleção Brasileira - escreveu Vitor Sergio, no Twitter.

+ E se Neymar não jogar? Veja as opções de Tite caso o camisa 10 seja desfalque na Seleção Brasileira

Na sequência da publicação, o jornalista explicou o sue comentário e argumentou que, atualmente, a Seleção Brasileira não é tão dependente do camisa 10 em comparação com as duas últimas edições de Copa do Mundo. No entanto, ele ressalta que Neymar é fundamental para a busca do hexacampeonato mundial.

- "Brasil não é melhor com o Neymar fora!". É totalmente diferente de "Sem o Neymar acabam as chances do Brasil!". O Brasil depende bem menos do Neymar do que em 2014 ou 2018. Mas o Brasil (e qualquer equipe do mundo!) é bem melhor com o Neymar - completou.

+ Próximos jogos do Brasil na Copa do Mundo: veja datas, horários e onde assistir

CRAQUE PREOCUPA

Durante a entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia, Tite, técnico da Seleção, foi perguntado sobre a situação de seu principal jogador, mas foi enfático ao responder aos jornalistas.

- Pode ter certeza que Neymar vai jogar a Copa. Ele vai jogar a Copa - disse o treinador.

Na sequência das perguntas, Tite foi questionado por que deixou Neymar em campo por 11 minutos depois do lance que causou a lesão no tornozelo do camisa 10. Contudo, o comandante brasileiro afirmou que não viu seu atleta apontar o incômodo.

- Eu não vi que o Neymar estava machucado, eu fui ver no vídeo agora. A hora que ele dá a finta, dá o balanço, ele trouxe, aí mostra na sequência. No segundo gol, ele faz o domínio e já sente, veio para a tabela, aí eu falei "o que aconteceu?", eu não vi. Ele teve essa capacidade de superação que inclusive ganhou o técnico, eu não tive a condição de ver - completou.

+ Brasil pode se classificar já na próxima rodada; veja a combinação necessária

Neymar é dúvida para o próximo jogo da Seleção, diante da Suíça, na próxima segunda-feira, às 13h (de Brasília). O médico Rodrigo Lasmar informou que vai aguardar a evolução da lesão para fazer avaliação mais profunda da situação, mas mostrou otimismo.