'Não estou zangado com a Espanha, estou zangado conosco', diz técnico da Alemanha após eliminação

Flick não gostou do comentário de Schweinsteiger (Foto: EFE/EPA/Friedemann Vogel)


O técnico da seleção alemã, Hansi Flick, não escondeu sua decepção com a eliminação na Copa do Mundo do Qatar, mas não atribuiu o fracasso à derrota da Espanha para o Japão, e sim a seus próprios erros.

-Não estou interessado nas outras equipes. Estava em nossas mãos, é tudo culpa nossa. Tivemos muitas chances contra a Espanha no primeiro tempo e também contra o Japão. Se tivéssemos marcado as coisas seriam diferentes. Me irrita que tenhamos errado tanto - lamentou o técnico.


+ TUDO O QUE ROLA NO QATAR: Acompanhe o dia a dia das seleções e as notícias mais importantes da principal competição esportiva

Quanto ao futuro, Flick assegurou que "temos de analisar o que tem sido feito e tirar conclusões", mas fez um apelo para que se "trabalhe de forma diferente" e indicou que "para o futuro, para os próximos dez anos, seria importante apostar na próxima geração".

- Acabaram de nos eliminar da Copa do Mundo e queremos tentar nos levantar o mais rápido possível para o futuro. Veremos como podemos aplicar nossos projetos. Agora não podemos falar sobre a Euro 2024, temos que analisar nosso trabalho e abrir um caminho diferente. Faremos isso rapidamente.

Sobre a qualidade do elenco, garantiu que "os resultados não mentem", mas lembrou que a Alemanha tem jogadores que estão "nos melhores clubes do mundo".

- Temos qualidade - comentou o treinador, que reconheceu "erros" e garantiu que não procura desculpas.

- Se tivéssemos vencido a Espanha, a situação seria ideal. Mas não foi assim. Hoje fizemos o dever de casa, mas o resultado poderia ter sido melhor - completou.

+ Alemanha eliminada! Lembre vexames de gigantes na primeira fase de Copas
> Confira a tabela e simule resultados da Copa do Mundo-22 do Qatar
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!