'Não me aposento porque me sinto bem', diz Buffon, aos 42 anos


Um dos maiores goleiros da história do futebol, Gianluigi Buffon, da Juventus, não parece pensar na aposentadoria. Mesmo com 42 anos, o italiano disse em entrevista ao site do seu clube que se sente bem e não pensa em pendurar as luvas.

- Não paro de jogar porque ainda me sinto bem, mas também para respeitar os sonhos que tive quando criança. Naquela época, eu nunca imaginaria chegar onde estou - disse o arqueiro.

O veterano voltou ao clube de Turim nesta temporada, após um ano no paris Saint-Germain. Isolado em casa por causa do coronavírus, Buffon enfatizou a importância de seguir as recomendações das autoridades.

- Para quem mora na cidade em um apartamento, é complicado, mas é preciso respeitar os outros e seguir as instruções que eles nos dão. Essa experiência nos unirá ainda mais - concluiu.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também