"Não é fácil comandar Neymar", diz Tuchel, técnico do PSG

O brasileiro queria ser negociado no meio do ano, mas agora parece comprometido a fazer uma boa campanha em Paris
O brasileiro queria ser negociado no meio do ano, mas agora parece comprometido a fazer uma boa campanha em Paris

Thomas Tuchel ofereceu uma visão de seu relacionamento com Neymar no Paris Saint-Germain, insistindo que "não é fácil gerenciar" um talento tão particular.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Após um verão de intensa especulação de transferências, Neymar acabou ficando no Parc des Princes para o início da campanha 2019/2020.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

O brasileiro tentou pressionar pelo retorno a Barcelona, ​​mas os dois clubes não conseguiram chegar a um acordo final depois de semanas de negociações.

Após seu retorno à equipe titular do PSG, Neymar marcou quatro gols em cinco partidas da Ligue 1, antes de sofrer uma lesão em outubro, quando estava em serviço internacional.

O jogador de 27 anos passou mais de um mês nos bastidores antes de voltar à ação na sexta-feira, ajudando os campeões franceses a garantir uma vitória em casa por 2 a 0 contra o Lille.

Tuchel convocou Neymar para a viagem ao Santiago Bernabéu, onde o PSG enfrentará o Real Madrid na Liga dos Campeões na noite de terça-feira.

O jogador de futebol mais caro do mundo passou por um período turbulento em Paris até o momento, com lesões e questões disciplinares, em última análise, ofuscando suas façanhas em campo.

Tuchel confessa que Neymar é "difícil" de trabalhar, mas sabe que, no fundo, o atacante é um personagem "generoso" e "confiável".

"Não é fácil administrá-lo!", disse o técnico do PSG à France Info.

"Ele tem um coração grande, mas, infelizmente, nem sempre mostra que é um garoto generoso e confiável. Às vezes, é provocador e muito ruim porque não é necessário. Eu digo isso a ele. Nós rimos muito juntos e sempre tento dizer a verdade. Ele aceita, mas é difícil. Ney é provocador quando sente que algo está errado, mas não quando está calmo".

O PSG já está garantido nas oitavas de final da Liga dos Campeões desta temporada, depois de vencer todos os quatro jogos do Grupo A.

Os homens de Tuchel garantiram uma vitória por 3 a 0 sobre o Real Madrid no Parc des Princes em 18 de setembro, graças a dois gols de Ángel Di Maria e um gol tardio de Thomas Meunier.

O técnico de 46 anos espera enfrentar um time mais forte de Blancos desta vez, mas está ansioso para ver seus jogadores jogando com os grilhões no Bernabéu.

"É realmente uma instituição, Real Madrid. Joguei uma vez com o Borussia Dortmund no estádio Santiago Bernabeu e é realmente difícil jogar", acrescentou Tuchel.

"Este é um dos lugares mais difíceis do mundo. Para nós, é uma boa oportunidade de mostrar que somos capazes de jogar com confiança, pegar a bola, ter posse, ser corajoso e atacar em campo. Desde que perderam para nós, eles perderam apenas uma vez e venceram todos os outros jogos. Eles são realmente muito fortes agora. Mas somos os primeiros no grupo, estamos classificados para as oitavas de final, e é um ótima oportunidade de jogar com o espírito certo e muita coragem".

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também