Náutico e Itabaiana fazem jogo decisivo por vaga na Copa do Nordeste; Novo empate sem gols paga R$ 8,00/R$ 1,00

Gabriel Stavele
Jejum de gols do Itabaiana já dura três jogos, e o Náutico não balançou a rede em seus dois últimos compromissos No próximo sábado (13), a partir das 17 horas (horário de Brasília), Náutico e Itabaiana farão na Arena Pernambuco o tira-teima da chave 1 da fase preliminar da Copa do Nordeste. Depois de um 0x0 na partida de ida, no Etelvino Mendonça, em Sergipe, o Timbu ficou em situação complicada, e se quiser se juntar a Altos-PI, Bahia e Botafogo-PB no Grupo C precisará vencer.

Jejum de gols do Itabaiana já dura três jogos, e o Náutico não balançou a rede em seus dois últimos compromissos

No próximo sábado (13), a partir das 17 horas (horário de Brasília), Náutico e Itabaiana farão na Arena Pernambuco o tira-teima da chave 1 da fase preliminar da Copa do Nordeste. Depois de um 0x0 na partida de ida, no Etelvino Mendonça, em Sergipe, o Timbu ficou em situação complicada, e se quiser se juntar a Altos-PI, Bahia e Botafogo-PB no Grupo C precisará vencer. Como não levou gols em casa, o Tremendão poderá se classificar até mesmo com um empate.

Confira a seguir o prognóstico para a decisão com as cotas do Bumbet .

Precisando de gols, Náutico testa novas formações

Com dezoito caras novas em relação ao elenco de 2017, o técnico Roberto Fernandes corre contra o tempo para tentar dar um padrão de jogo ao Alvirrubro. A partida de ida contra o Itabaiana mostrou que o treinador terá muito trabalho. O time se apresentou mal, e embora tenha conseguido um empate fora de casa, passou longe de mostrar um futebol convincente. 

Para tentar tornar a equipe mais criativa, o treinador testou duas diferentes formações. Na primeira, com quatro homens no meio de campo e dois no ataque, Wagner Lauretti ganhou uma oportunidade no lugar de Clebinho, figura apagada na partida de ida. Não satisfeito, Fernandes ainda tentou armar o time apenas com Daniel Bueno enfiado na frente, o meio-campo bastante povoado, e os dois laterais livres para subir ao ataque. Nesta configuração, Clebinho voltou a treinar entre os titulares, compondo o setor de armação com Medina, e Wagner e Fernandinho foram sacados. 

Por enquanto, porém, a única mudança garantida em relação ao primeiro jogo é a saída do zagueiro Camacho, que se contundiu, e não estará recuperado a tempo para ajudar o Timbu na Arena Pernambuco.

Para avançar à fase de grupos, o Náutico precisa de gols. Um novo 0x0 leva a decisão para os pênaltis, e qualquer outro empate classifica o Itabaiana. 

Itabaiana mostra confiança na classificação

Pelos lados do Itabaiana, o clima é de otimismo, e o 0x0 da partida de ida foi considerado um bom resultado. 

“A classificação está em aberto. Não há absolutamente nada definido. E não é porque um time joga fora de casa que não pode fazer gol e vencer. Mostramos que somos plenamente capazes de buscar um resultado lá fora e buscar essa classificação que seria muito importante para nós”, declarou o técnico Gilberto Pereira na coletiva após o jogo.

O Tricolor da Serra, de fato, deu um passo importante ao não sofrer gols no Etelvino Pereira. Caso consiga balançar a rede no domingo, o time sergipano obrigará o Náutico a marcar pelo menos duas vezes. Porém, a pouca produtividade do seu ataque preocupa. O Itabaiana já acumula três empates sem gols nas últimas partidas, e nem mesmo a chegada do atacante Salatiel, contratação mais badalada da temporada, foi capaz de pôr um fim ao jejum de gols.

O Tremendão já disputou a Copa do Nordeste em duas oportunidades, e fez uma boa campanha no ano passado, quando foi eliminado apenas nas quartas-de-final, após duas derrotas para o Santa Cruz. 

Jogo morno em Sergipe deixou decisão em aberto

Itabaiana e Náutico travaram um duelo muito pobre tecnicamente na partida de ida. Jogando em casa, o Tremendão foi quem mais tomou a iniciativa, e teve uma boa chance de marcar aos 27 minutos do primeiro tempo, quando Léo Mineiro recebeu lançamento e ficou cara a cara com o goleiro Jefferson. Entretanto, o atacante errou o alvo, e não conseguiu tirar o zero do placar.

Na etapa complementar, quem se destacou foi o estreante Salatiel. Aos 26 minutos, ele arriscou um chute de primeira após cobrança de escanteio, e mandou na rede pelo lado de fora. No minuto seguinte, obrigou o goleiro Jefferson a fazer a defesa mais difícil do jogo, com um chute de longa distância. 

As emoções do jogo pararam por aí, e o Náutico deixou o campo sem criar um único lance de perigo. 

Prováveis escalações

Náutico: Jefferson; Thiago Ennes, Rafael Ribeiro, Camutanga e Gabriel Araújo; Negretti, Hygor, Wallace Pernambucano e Fernandinho; Wagner e Daniel Bueno.  Técnico: Roberto Fernandes

Itabaiana: Ricardo; Euzébio, Ramon, Bispo e Júnior; Zé Vitor, Eduardo, Bida e Paulinho Macaiba; Douglas e Salatiel. Técnico: Gilberto Pereira

Palpite

Em um embate entre duas equipes que apresentaram enormes deficiências em seus respectivos setores de ataque nos últimos jogos, um novo 0x0 é uma aposta que apresenta grandes possibilidades de sucesso. Foi este o placar dos três últimos jogos do Itabaiana, e de três dos quatro compromissos do Timbu com o elenco atual. De acordo com o Bumbet , o investimento no empate proporcionará um retorno de 285%, enquanto o apostador que cravar o resultado correto poderá embolsar oito vezes o valor aplicado. Uma vitória do Itabaiana pagará R$ 4,40 por real apostado, enquanto o Náutico garantirá uma premiação de R$ 1,64/R$ 1,00 se conseguir levar a melhor.

Outras opções de apostas
  • Empate anula a aposta: Náutico R$ 1,28/ Itabaiana R$ 3,50
  • Dupla possibilidade: Náutico/Empate R$ 1,20; Náutico/Itabaiana R$ 1,25; Itabaiana/Empate R$ 2,20 

Preliminar da Copa do Nordeste 2018

Sábado, 13 de janeiro

Odds em 12 de janeiro, segundo o Bumbet

  • 17:00 – (R$ 1,64) Náutico x Itabaiana (R$ 4,40); empate (R$ 3,85) – Palpite: Empate