Mutirão de atletas e organização do Macena Open recolhe 300 kg de lixo em praia

·1 minuto de leitura


O último dia do Macena Open de Beach Tennis teve um mutirão de limpeza da praia da Pajuçara em frente ao local do evento promovido pelo IMA, o Instituto do Meio-Ambiente de Alagoas no projeto Nossa Praia, em parceria com o torneio.

Meninos e meninas do projeto tiveram a ajuda dos atletas Daniel Canellas, Luiz Gimpel, o Marrento, e o alagoano Pedro Consiglio, além do organizadores do evento, Gilson França, presidente da Federação Alagoana de Tênis, e André Macena .

Ao todo foram coletados 300 kg de lixo na praia no mutirão que durou pouco mais de uma hora.

"Achei uma baita de uma iniciativa, primeira vez que vi um evento fazer uma iniciativa como essa. Tem tudo a ver com o Beach Tennis, joga na praia, na areia. Mesmo quando tem eventos nos clubes, acaba ficando muito lixo e esse mutirão conscientiza a galera. Diante da estrutura do evento não se espera menos que uma iniciativa como essa. Com oito anos de Beach Tennis é dos melhores eventos que já joguei de estrutura, vibe, o povo alagoano muito receptivo, organização do torneio, tudo impecável", disse o catarinense Daniel Canellas, 70º do mundo e que foi o terceiro favorito ao lado do carioca Luiz Gimpel: "Eu super apoio que essa iniciativa seja adotada nos eventos , é super importante. O lixo acaba atrapalhando até alguns atletas na praia , alguns se machucam por algum pedaço de vidro que acaba ficando . O esporte agradece esse tipo de iniciativa não só para nós, mas o Meio-Ambiente como um todo".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos