Mustafá Contursi critica política de contratações do Palmeiras

Conhecido pela política do “bom e barato”, o ex-presidente do Palmeiras, Mustafá Contursi, criticou a política de contratações do Verdão nas últimas temporadas. Além disso, o conselheiro alviverde reafirmou o título de sócia concedido a Leila Pereira.

“Você precisa ter 80 jogadores contratados, que é o que o Palmeiras tem mais ou menos hoje, para jogarem só 15 ou 16? Todo início de temporada trazemos dez jogadores. Ganhamos a Copa do Brasil, trouxemos mais dez. Conquistamos o Brasileiro, outros dez. Para quê? É um exagero”, afirmou Mustafá ao jornal Folha de S. Paulo.

Em assunto polêmico no clube, Mustafá ainda abordou a candidatura e eleição de Leila Pereira como conselheira do Palmeiras. Como último ato de seu mandato, Paulo Nobre chegou a barrar a candidatura da dona da Crefisa, parceira do clube, sob o argumento de que ela não tinha os dez anos mínimos como sócia para pleitear a posição.

O atual mandatário Mauricio Galiotte, porém, aprovou a candidatura de Leila, que venceu as eleições com um recorde histórico de votos no clube. O argumento era de que Mustafá havia entregue um título de sócia benemérita para a empresária em 1996.

Leia mais:

Inspirado na Europa, gramado do Palestra é retirado para shows

Willian lamenta decisões fora do Palestra, mas valoriza Pacaembu

“Por alguma razão, os documentos se extraviaram do clube, como já aconteceu com muitas outras coisas lá, até mesmo troféus, que foram parar em ferros velhos. Infelizmente, as pessoas do clube que estavam nesse processo já morreram. Se alguém estiver muito interessado, que vá em uma mesa branca”, ironizou.