Mancini negocia com Costacurta para assumir comando da seleção da Itália

EFE

Moscou, 2 mai (EFE).- O técnico do Zenit, Roberto Mancini, já se reuniu com o vice-presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC), Alessandro Costacurta, para discutir sua contratação como treinador da seleção da Itália.

"Costacurta se reuniu com Mancini para discutir os detalhes de seu futuro trabalho na seleção italiana", disse hoje um porta-voz da federação à agência russa "RIA Novosti".

Mancini teria concordado em aceitar o comando da 'Azzurra' a partir do próximo dia 13 de maio, quando termina o Campeonato Russo. Há algumas semanas a imprensa local já dá como certa a saída do técnico do Zenit, quarto colocado no torneio, fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões.

Apesar dos resultados ruins, Mancini deixou várias vezes a Rússia nas últimas semanas, ampliando os rumores de sua saída. O próprio técnico afirmou há alguns dias que não está interessado no dinheiro do Zenit, o que levou alguns jornais a anunciar sua demissão.

O desempenho ruim do Zenit, no entanto, não tirou o interesse dos dirigentes da FIGC no técnico. Eles buscam um treinador experiente para tirar a seleção da crise após a ausência na Copa do Mundo.

Mancini já ganhou o apoio para comandar a 'Azzurra' de outro velho conhecido do futebol russo e italiano: Fabio Capello.

A imprensa russa especula dois nomes para substituir Mancini: o também italiano Carlo Ancelotti e o espanhol Unai Emery, que deixará o Paris Saint-Germain e já comandou o Spartak Moscou. EFE


Leia também