"Muro está baixo": o que significa a nova provocação do Flamengo?

Flamengo e torcedores se irritam com a decisão tomada pela Confederação Brasileira de Futebol de não haver torcida visitante contra o Palmeiras
Flamengo e torcedores se irritam com a decisão tomada pela Confederação Brasileira de Futebol de não haver torcida visitante contra o Palmeiras

“O muro tá baixo”. Especialmente após as conquistas de Libertadores e Brasileirão, no mesmo fim de semana, se você acompanha futebol e gosta de falar sobre o assunto em algum momento escutou jogadores, dirigentes ou torcedores do Flamengo falando esta frase.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Até mesmo o meio-campista Paul Pogba, do Manchester United, gravou um vídeo em que parabenizou os títulos do clube carioca, que respondeu em suas contas oficiais escrevendo a frase que na verdade é uma provocação direta aos três maiores rivais do Flamengo: Vasco, Botafogo e Fluminense.

Mas o que significa a provocação? Na verdade, é um chamado do Flamengo para que torcedores adversários, especialmente dos rivais cariocas, troquem de time e passem a vestir as cores rubro-negras.

Leia também:

A frase começou a ganhar força no final de outubro, quando o time treinado por Jorge Jesus já encantava com o futebol jogado e, inclusive, já havia aplicado a histórica goleada por 5 a 0 sobre o Grêmio, na semifinal da Libertadores.

A provocação é motivada não apenas pela melhor temporada da história rubro-negra, mas pelo péssimo momento vivido pelos rivais do Rio de Janeiro, que há anos começam as suas campanhas pensando mais na luta contra o rebaixamento do que com títulos.

As reações têm sido distintas: vídeos na internet mostram torcedores “convertidos” ao mesmo tempo em que outros reafirmam o amor pelos seus times mesmo no momento ruim. E a pergunta que fica é: quem pula o muro uma vez é um torcedor confiável para momentos “na saúde ou na doença”?

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também