Muralha é herói do Mirassol ao defender dois pênaltis e desabafa: 'Tive que rodar o mundo para sumir'

·1 minuto de leitura


Não sabe pegar pênaltis? Os torcedores que ficaram com a imagem negativa do ex-goleiro do Flamengo Muralha na decisão da Copa do Brasil, em 2017, contra o Cruzeiro, puderam acompanhar uma outra fase do arqueiro, nesta quarta-feira. Contestado e criticado, Muralha desabafou após ser o herói do Mirassol na classificação do clube à semifinal do Paulistão - e pegar duas penalidades.

+ Restam duas vagas! Veja quem ainda pode chegar à semifinal do Paulista

- Somos julgamos de uma forma muito injusta, né? Nossa profissão de goleiro é muito difícil. São muitas responsabilidades. De fato, eu fiquei marcado. Fico feliz por hoje, mais uma vez, ter ajudado meus companheiros. Fico feliz, mas, tenho que ter meus pés no chão. Merecemos coisas maiores - comentou ele, ao canal Premiere, após a partida.

O empate sem gols entre Guarani e Mirassol levou a decisão para a semifinal às penalidades. O Leão venceu por 4 a 3, com duas defesas do goleiro. Marcado por eliminações do Flamengo e tendo recebido apelidos nada amistosos, Muralha assume que optou por atuar no Japão e depois voltar para o Coritiba para "sumir da mídia".

- É muito difícil passar pelo o que eu passei. Tive de sair, rodar o mundo, sumir da mídia brasileira para tirar um pouco o foco de mim. Só eu sei pelo que tive de passar - comentou ele. Em 2017, um jornal chegou a brincar com o apelido "Muralha" para ironizar os erros técnicos do goleiro.

Em campo, o resultado coloca o Mirassol junto do Corinthians - ambos classificados para a próxima fase. Outros dois jogos acontecerão nesta quinta-feira para concluir a parte final: Bragantino x Palmeiras e São Paulo x Ferroviária.