Mulher supostamente agredida por pugilista revela traumas e cirurgia no pescoço

AgFight
Mulher supostamente agredida por pugilista revela traumas e cirurgia no pescoço
Mulher supostamente agredida por pugilista revela traumas e cirurgia no pescoço

Em 2018, o lutador de boxe Sergey Kovalev foi acusado de agredir Jamie Frontz, com a denúncia de que ele tentava abusá-la sexualmente. Passados quase dois anos do caso, a mulher afirmou que ainda lida com as sérias consequências das atitudes do pugilista e que precisou de uma cirurgia no pescoço para aliviar a dor.

Em entrevista ao site ‘TMZ Sports’, Jamie disse que foi obrigada a colocar quatro parafusos no seu pescoço. Ela relembrou que o pugilista a socou com força no rosto, e por isso precisou de uma cirurgia na região. Mesmo assim, ela admitiu que precisa lidar com dores no local e que não está 100% recuperada.

“Quando ele me deu um soco, meu nariz explodiu. Foi sangue para todo lado. Havia sangue por toda a cabine. Por todas as paredes. Por todo o tapete. Por tudo”, disse Frontz, que se encontrou com Sergey numa cabine alugada.

Jamie entrou com uma ação contra Kovalev pelo suposto ataque no ano passado exigindo 8 milhões de dólares (cerca de R$ 32 milhões). No entanto, ela admitiu que os dois chegaram a um acordo em outubro de 2019, com Kovalev concordando em pagar 650 mil dólares (cerca de R$ 2,6 milhões) para encerrar o caso. Porém, o lutador até o momento teria pago apenas 250 mil dólares (cerca de R$ 1 milhão) – dessa maneira, Frontz entrou com um outro processo contra o pugilista para cobrar a quantia restante.

Na época, Kovalev foi preso e acusado de agressão pelo incidente, embora ele tenha se declarado inocente. Caso ele seja condenado, pode pegar uma pena de até quatro anos de prisão. Esse caso ainda está em aberto.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também