Mulher morre eletrocutada durante tempestade em SP

Pixabay
Pixabay

Uma mulher de 40 anos morreu eletrocutada durante o temporal que atingiu São Paulo no início da noite desta terça-feira (5).

Maria Aparecida Cardoso caminhava na calçada da rua Luís de Oliveira, no Capão Redondo (zona sul), quando encostou em um fio energizado que estava solto de um poste.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A vítima não resistiu à descarga elétrica e morreu por volta das 19h10 no local, distante a pouco mais de 50 metros de sua casa. A Polícia Militar isolou a área até a chegada de peritos, da Polícia Civil.

O acidente deixou parte do bairro sem energia elétrica por ao menos sete horas.

Maria Aparecida Cardoso morreu após ser eletrocutada por um fio nesta terça-feira (5) — Foto: Reprodução/TV Globo
Maria Aparecida Cardoso morreu após ser eletrocutada por um fio nesta terça-feira (5) — Foto: Reprodução/TV Globo

A Enel, responsável pela distribuição de energia elétrica em São Paulo, disse que "durante as fortes chuvas, com ventos e raios, que atingiram a capital paulista, um cabo de média tensão da companhia se partiu no local".

A empresa se colocou à disposição das investigações da polícia e também afirmou que vai prestar assistência à família da vítima.

Leia também

TEMPORAL

O temporal deixou todas as regiões de São Paulo sob alerta para alagamentos, além das marginais Tietê e Pinheiros por três horas. O alerta terminou às 20h20.

O aguaceiro inundou ruas, avenidas e fez o córrego Ipiranga transbordar. Só o Corpo de Bombeiros atendeu 22 ocorrências relacionadas a enchentes e outras 34 sobre queda de árvores.

Os maiores volumes de chuva foram registrados na Vila Mariana (38,6 mm), Jabaquara (37,5 mm), Santo Amaro (36,6 mm), Penha (35,2 mm) e Pinheiros (32,6 mm), segundo dados das estações meteorológicas do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), da prefeitura.

A temperatura nesta quarta-feira (6) começou amena. De acordo com o CGE, ventos que sopram do mar em direção ao continente favorecem o aumento da umidade e a formação de muitas nuvens.

"Por conta disso, a temperatura terá discreta elevação e há condições para chuviscos ocasionais. Hoje [quarta] a temperatura máxima alcança os 23ºC e a umidade relativa do ar supera os 70%", diz o CGE.

Da FOLHAPRESS

Leia também