Mulher de 21 anos morre de Covid-19 em SP duas semanas após vírus matar o pai

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
A jovem não resistiu à Covid-19 - Foto: Reprodução/Facebook
A jovem não resistiu à Covid-19 - Foto: Reprodução/Facebook

A jovem Renata Satim se transformou em mais uma vítima fatal do coronavírus no último domingo. Aos 21 anos, ela morreu de complicações da Covid-19 duas semanas depois de seu pai também perder a vida por causa do vírus.

O caso aconteceu em Jales, no interior de São Paulo, e foi relatado pelo UOL. Renata, estudante do curso de estética da Unijales, estava internada na Santa Casa da cidade desde o início de março, assim como seu pai, Adalto Satim, que tinha 52 anos e morreu no último dia 3.

Leia também

Muito próxima do pai, Renata não foi informada da morte de Adalto. Ao longo das últimas semanas, ela vinha lutando contra o vírus, mas não resistiu.

"A Renata era uma jovem linda, radiante e com muitos sonhos. Era querida por todos. Lutou muito para vencer essa doença nos dando forte exemplo de persistência. Nossos corações estão despedaçados. Só peço a todos que se cuidem, que haja uma gestão eficaz da pandemia. Todas essas vidas importam", declarou a prima de Renata, Daiane.

Universidade presta homenagem

A morte de Renata comoveu a universidade em que estudava, que realizou uma homenagem por meio das redes sociais e prestou solidariedade à família.

Renata não ficou sabendo da morte do pai - Foto: Reprodução/Facebook
Renata não ficou sabendo da morte do pai - Foto: Reprodução/Facebook

É com pesar e muita tristeza que a Unijales lamenta o falecimento da aluna do curso de Estética e Cosmética, Renata Satim, vítima da Covid-19. Nossos mais profundos sentimentos aos familiares e amigos”, postou no Facebook.