Muani sobre defesa de Dibu: "Vou pensar pelo resto da minha vida

Goleiro argentino fez defesa milagrosa no fim da prorrogação e levou decisão da Copa do Mundo aos pênaltis

Kolo Muani chutou para defesa de Emiliano Martínez na final da Copa do Mundo do Catar. Foto: Buda Mendes/Getty Images
Kolo Muani chutou para defesa de Emiliano Martínez na final da Copa do Mundo do Catar. Foto: Buda Mendes/Getty Images

Minutos finais da prorrogação da decisão da Copa do Mundo. O placar aponta 3 a 3 e você fica apenas um a um contra o goleiro com a chance de fazer o gol do título. Você chuta e o goleiro faz uma defesa milagrosa, que leva o jogo para a decisão nos pênaltis que é vencida pelo adversário.

Esse é o pesadelo que Kolo Muani, jogador da seleção francesa tem todas as noites após o dia 18 de dezembro de 2022.

Leia também:

Ele planeja se deixar levar pela experiência que, para os argentinos, talvez relembre o que passou Gonzalo Higuaín, depois de desperdiçar situação parecida na final do Brasil 2014 contra a Alemanha.

"Vou pensar nesta oportunidade pelo resto da minha vida. Ela se tornará parte de mim. Tenho que seguir minha vida. Todos os atacantes perderam oportunidades em suas vidas. Não posso abaixar a cabeça. Eu tenho que continuar assim e continuar lutando" disse Kolo Muani em entrevista a Sky Germany.

Foi a primeira vez que ele falou sobre o lance que poderia ter dado o segundo título consecutivo à França, repetindo o Brasil em 1958 e 1962.

Muani, de 24 anos, é jogador do Eintracht Frankfurt e disse que trabalha psicologicamente para minimizar o que viveu e afirmou que disputar uma Copa do Mundo foi a realização de um sonho.

"Foi incrível poder jogar. Estou muito orgulhoso da equipe e de mim mesmo" finalizou Muani que involuntariamente fez de Dibu Martínez uma lenda.

Já foi considerado um dos goleiros mais gloriosos da história da seleção após brilhar na conquista da Copa América no Brasil, ficou ainda maior depois do que se fez no Catar, o seu nome está eternizado para sempre.