MPF investiga denúncia de racismo contra narrador da Rádio Grenal

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Ministério Público Federal irá apurar uma frase do radialista Haroldo de Souza, da Rádio Grenal, que foi denunciada por racismo, nesta sexta-feira. O comunicador, que chamou um atleta do Santos, na última quarta-feira, de "crioulinho" e "cidadão de cor" se manifestou publicamente e terá que aguardar as investigações sobre o uso do termo "crioulo".

+ Confira quais os próximos jogos do seu time no Brasileirão

Haroldo de Souza, da Rádio Grenal
Haroldo de Souza, da Rádio Grenal

(Foto: Reprodução/ Twitter)

- Aquele crioulinho que está lá na ponta-esquerda do Santos, quem é ele? - perguntou ele, que obteve a resposta e emendou:

- Ah, o Lucas Braga que joga pela ponta de lá. É um moreno, né? Um moreno, um cidadão de cor - havia dito o narrador durante a partida.

O MPF enviou um ofício à Rádio Grenal ao narrador solicitando explicações, de acordo com o Uol. Em pedido de desculpas, ele disse não ter feito com a intenção de machucar outras pessoas e se desculpou. A rádio também se manifestou.

O Santos, pouco tempo depois do ocorrido, também se posicionou. Leia abaixo o que disse o clube:

O Santos FC não vem por meio desta apenas lamentar ou repudiar os termos racistas utilizados pelo narrador Haroldo de Souza, da Rádio Grenal. Não cabem mais lamentos ou notas de repúdios sobre racismo em pleno 2021. Cabe ação e mobilização. O Clube, através de seu departamento jurídico, tomará medidas cabíveis, da mesma maneira esperamos uma reação efetiva do veículo de comunicação empregador desse senhor e da própria comunidade que compõe a audiência de tal rádio. É no silêncio, na omissão, na relativização frente ao preconceito que o racismo cresce silenciosamente e se estabelece de forma estrutural em nossa sociedade. Basta de tolerância com racismo! Basta! #TimeDeBrancoEDePreto.