MP quer prisão de 24 chilenos por briga na Arena Corinthians

Torcedores foram acusados de quatro crimes, pagaram fiança e estão livres por enquanto

Na semana passada, depois de serem detidos por causar confusão na Arena Corinthians, 24 torcedores chilenos foram soltos. Mas agora o Ministério Público de São Paulo quer mudar essa decisão. Foi pedida prisão preventiva de todos eles nesta quarta-feira (12).

Os 24 chilenos foram acusados de quatro crimes: dano qualificado, associação criminosa, lesão corporal e resistência. Eles pagaram fianças, mas os documentos foram apreendidos para que eles não deixassem o país. 

O promotor Paulo Castilho entende que, se a prisão preventiva não for confirmada, os torcedores poderão retornar ao Chile e não voltarão ao Brasil para cumprir uma possível pena.