MP faz vistoria no Maracanã após denúncia de abandono e depredação

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O MPF-RJ (Ministério Público Federal do Rio de Janeiro) apura denúncias de abandono e depredação do Maracanã. Na última quinta-feira (27), o órgão realizou uma inspeção no estádio por conta da representação recebida em janeiro, que relatava o total descaso com o complexo.

De acordo com o documento entregue ao MPF, o Maracanã se transformou em alvo de furtos, depredação, instalações precárias - como arquibancadas e móveis destruídos -, gramado abandonado, presença de animais, falta de luz e, consequente, elevado risco de acidentes.

O MPF solicitou esclarecimentos dos responsáveis pela administração do estádio. A concessionária "Complexo Maracanã Entretenimento S/A" enviou uma documentação informando que havia retomado a gerência do estádio por ordem judicial e providenciou os ajustes necessários.

Uma equipe do Ministério Público esteve no Maracanã e constatou que as medidas de reforma foram tomadas em caráter de urgência para que todos os problemas fossem resolvidos. O procurador Eduardo Santos de Oliveira agora analisará o relatório da vistoria. Enquanto isso, o futuro do estádio segue indefinido.