Mozart tenta explicar mais uma 'escalação estranha' e nega que pedirá demissão do Cruzeiro

·1 minuto de leitura


O noticiário do Cruzeiro deixa o torcedor celeste cada vez menos esperançoso em uma melhora de curto prazo. A 16ª colocação do time na Série B, dois pontos acima do Z4, a crise fora de campo, com dívidas na FIFA e outras tantas em processos trabalhistas.

Com a grande pressão, o técnico Mozart Santos negou que irá deixar o clube caso haja nova derrota no campeonato. O time azul está a caminho do Pará, onde enfrentará o Remo pela 13ª rodada da Série B, terça-feira, 20 de julho, em Belém.

O comandante celeste também tentou explicar mais uma escalação inesperada, com atletas que bem vinham sendo utilizados. O treinador ainda não conseguiu achar uma formação base e tem testado diversas peças.

Por fim, o treinador da Raposa também terá de lidar com a invasão à Toca da Raposa, neste domingo, 18, quando houve uma cobrança no CT do clube aos jogadores pela má fase em campo. Confira no vídeo tudo que Mozart falou em sua entrevista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos