Mozart explica substituições e reforça que expulsão modificou esquema na derrota do Cruzeiro

·1 minuto de leitura


A derrota do Cruzeiro para o Operário-PR por 2 a 1, gols de Paulo Sérgio e Djalma Silva para o time paranaense, com Felipe Augusto descontando para a Raposa, aconteceu por nova série de erros do time mineiro, que vem acumulando falhas tolas nos seus jogos e ficando longe de engrenar na Série B.

Mozart Santos analisou a derrota da Raposa e explicou suas mudanças na equipe. Ele, na ânsia de recompor o setor defensivo e garantir o empate. Entraram Joseph, Ariel Cabral, Adriano e Jadson.

Ele tentou até ter o contra-ataque com Airton, mas abriu mão cedo demais de ter reposição para uma necessidade e acabou "chamando" o rival para o seu campo de defesa. .

O comandante azul disse que as mudanças aconteceram dessa forma após a expulsão de Weverton, ainda no primeiro tempo. Confira nos vídeos o que declarou o treinador da Raposa.

Próximos jogos

O Cruzeiro recebe o Vasco na quinta-feira, 24 de junho, às 21h30, no Mineirão. O time do Operário-PR terá a Ponte Preta em Campinas, na terça-feira, 22, às 19h.

O time azul conseguiu manter o duelo com o Fantasma equilibrado e poderia ter tido uma sorte melhor se não houvesse novas falhas individuais
O time azul conseguiu manter o duelo com o Fantasma equilibrado e poderia ter tido uma sorte melhor se não houvesse novas falhas individuais

A Raposa abre o Z4, na 17ª posição na Série B 2021- (Igor Sales/Cruzeiro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos