Movimento por André Horta no Palmeiras não funciona e meia deve seguir em Portugal

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·1 minuto de leitura


Apesar do movimento de profissionais de mercado para que André Horta fosse pauta no Palmeiras, a tentativa não gerou frutos. O NOSSO PALESTRA chegou a noticiar o modelo de negócio que foi exposto por pessoas que cuidam do atleta, mas soube, na noite desta terça-feira (16), que o Verdão não formalizará uma tentativa de contratação. Abel, que conhece o meia, inclusive citado como incentivador do negócio, não esteve, de fato, envolvido.

Os rumores levantados pela notícia que circulou no Brasil e em Portugal acabaram levando luz ao jogador, mas não foram condizentes com a parte que citava o treinador e o clube. Abel não incluiu Horta em seus pedidos, mas ele foi oferecido e ganhou repercussão. O Palmeiras, por sua vez, também não fez contatos pela contratação, ainda que busque, sim, um jogador para a função.

O modelo de negócio que era levantado por intermediários e sentenciado pelo próprio clube de Horta era encaixado com a filosofia financeira do Palmeiras, de gastos baixos e empréstimo duradouro. Havia nisso um ponto de congruência, mas a relação não se concretizou e o jogador, nesse momento, não tem chances de jogar pelo campeão do Paulistão, da Copa do Brasil e da Libertadores.