Mourinho rechaça críticas e diz que ainda é um dos treinadores mais importantes

·1 minuto de leitura

(Reuters) - O treinador do Tottenham, José Mourinho, afirmou que ele aprendeu a se fazer de surdo a críticas aos seus métodos de treinamento e que continua sendo um dos "mais importantes técnicos" do esporte.

Mourinho começou sua carreira com o Benfica em 2000 e montou equipes campeãs no Porto, no Chelsea, na Internazionale, no Real Madrid e no Manchester United.

O treinador português foi contratado para substituir Mauricio Pochettino no Tottenham por causa de seu currículo recheado de troféus, mas está sob pressão, com o time em apenas sexto lugar no Campeonato Inglês, após ter sido líder em novembro.

O clube do norte de Londres também foi eliminado da Liga Europa este mês, derrotado por 3 x 2 no placar agregado pelo croata Dinamo Zagreb nas oitavas de final.

"Eu não acho que ninguém discutiria ciência de foguetes com os caras da NASA", disse Mourinho, em um eventual virtual organizado por um patrocinador do clube.

"Mas todos no mundo acham que podem discutir futebol com um dos treinadores mais importantes do esporte. Essa é a beleza do futebol."

"Eu me acostumei a isso, e aprecio. Então tudo bem para mim."

O português de 58 anos afirmou que seus torcedores, batizados por ele de "Mourinistas", o motivam a se recuperar um período difícil.

"Eu costumo chamá-los de Mourinistas, porque em Portugal usamos o 'ista' no fim do nome do clube que amamos, para expressar torcida", disse.

"Eu tenho tantos Mourinistas ao redor do mundo que eu jogo por eles."

O Tottenham enfrentará o Newcastle fora de casa no Campeonato Inglês, em 4 de abril, após a pausa para jogos de seleções.

(Reportagem de Manasi Pathak em Bengaluru)