MotoGP: Rossi é liberado para correr no GP da Europa

Lewis Duncan
·3 minuto de leitura

Após testar positivo para Covid-19 e perder as duas provas da MotoGP em Aragón, Valentino Rossi conseguiu entregar dois resultados negativos em 24 horas e está liberado para correr no GP da Europa deste fim de semana em Valência.

.

Leia também:

MotoGP divulga calendário provisório de 20 etapas para 2021 com volta às Américas MotoGP: Após teste de Covid negativo, Rossi viaja a Valência para tentar correr GP da Europa MotoGP: Pilotos se livram, mas Yamaha é punida por uso ilegal de motores

, onde também conseguiu um resultado negativo.

Devido ao tempo necessário para processar o resultado, Rossi ficou de fora dos treinos de sexta no circuito Ricardo Tormo. A Yamaha ainda não confirmou, mas o Motorsport.com apurou que Rossi foi liberado para correr neste fim de semana.

Gerloff chegou a participar dos testes desta sexta no lugar de Rossi, terminando o TL1 em 16º, ficando a apenas 1s5 do melhor tempo no TL2, com a pista secando. Sua participação marcou a primeira presença de um piloto americano na MotoGP desde Nicky Hayden substituiu Dani Pedrosa em Phillip Island em 2016.

A performance forte de Gerloff na tarde chegou a colocá-lo no Top 5 em uma parte da sessão antes de cair na classificação. O americano fez sua estreia no WSBK com a equipe satélite da Yamaha, a GRT, em 2020, conquistando três pódios para terminar em 11º no campeonato.

Rossi voltará à ação em meio a uma grande controvérsia envolvendo a Yamaha, após ter sido considerada culpada de usar motores ilegais no GP da Espanha, primeira etapa da temporada.

A Yamaha quebrou o regulamento de congelamento de motores antes da primeira rodada em Jerez para colocar novas válvulas nas unidades, alegando questões de confiabilidade.

Mas a Yamaha não teve apoio da Associação de Montadoras para fazer tal mudança, algo que a equipe classificou como um "descuido". Isso representou uma quebra no regulamento, perdendo 50 pontos no campeonato de construtores, com a equipe oficial e a Petronas SRT perdendo também 20 e 37 pontos, respectivamente.

A Yamaha insiste que não agiu de má fé e que as válvulas tinham um design idêntico aos homologados na pré-temporada.

A montadora ainda tem outra dor de cabeça no final de semana: Maverick Viñales, que é candidato ao título, terá que largar do pitlane em Valência após a Yamaha ser forçada a colocar um sexto motor em sua moto, ultrapassando o limite de cinco por temporada.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Pai de Verstappen 'mete a colher' e aponta quem prefere entre Pérez x Albon x Hulk para vaga da RBR

PODCAST: Hamilton blefa ou fala a verdade ao ameaçar deixar a F1?

Your browser does not support the audio element.