MotoGP divulga calendário revisado de 2020 com 13 provas na Europa entre julho e novembro

Lewis Duncan
motorsport.com

Após muita expectativa, a MotoGP divulgou a primeira parte de seu calendário revisado para a temporada 2020. A categoria confirmou até o momento a realização de 13 provas entre julho e novembro, sendo sete delas na Espanha

A temporada irá começar na segunda metade de julho com duas provas consecutivas na Espanha. Primeiro, o GP da Espanha em 19 de julho no circuito de Jerez, seguido do GP de Andaluzia no dia 26 e no mesmo local.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

MotoGP cancela etapa da Itália em Mugello por impacto da pandemiaAgência Mundial Antidoping quer suspensão de 4 anos para IannoneQuartararo fala que Rossi deveria considerar correr pela Petronas pelo profissionalismo da equipe

A terceira etapa será o GP da República Tcheca em Brno, em 09 de agosto, antes de mais uma rodada dupla, dessa vez na Áustria, no Red Bull Ring, em 16 e 23 de agosto, criando o primeiro de três blocos de três corridas consecutivas no calendário.

Nesse momento pós pandemia, o Red Bull Ring se tornou uma peça fundamental para os campeonatos de esporte a motor, com a F1 também realizando uma rodada dupla em solo austríaco.

Depois de duas semanas de folga, as atividades serão retomadas em Misano com mais uma rodada dupla, em 13 e 20 de setembro, seguido do GP da Catalunha em 27 de setembro, fechando o segundo bloco de três provas consecutivas.

Após mais uma pausa, mais três finais de semana consecutivos, começando com o GP da França em 11 de outubro e fechando com duas provas em Aragão, em 18 e 25 de outubro.

As duas provas em Valência em 08 e 15 de novembro encerram o bloco europeu do calendário anunciado e as provas podem representar o próprio fim da temporada caso a MotoGP não consiga realizar etapas fora do velho continente.

A categoria deve decidir em julho se leva adiante as quatro provas que ainda restam no calendário e não foram canceladas - Estados Unidos, Argentina, Tailândia e Malásia.

Um comunicado da Federação Internacional de Motociclismo afirmou que a temporada não irá além de 13 de dezembro e que não terá mais que 17 etapas, incluindo a prova do Catar, onde correram apenas a Moto2 e a Moto3. Isso significa que pelo menos uma das provas na América e na Ásia pode cair porque, com a inclusão do Catar na lista, o calendário já tem 14 provas confirmadas.

Até o momento, a MotoGP cancelou oito provas da temporada 2020 - Alemanha, Holanda, Finlândia, Grã-Bretanha, Austrália, Japão, Itália e Catar (para a categoria principal).

Veja como ficou o calendário revisado da MotoGP para 2020:

Data

Grande Prêmio

Local

08 de março

Qatar
Qatar

 Catar - Apenas Moto2 e Moto3

Losail

19 de julho

Spain
Spain

 Espanha

Jerez

26 de julho

Spain
Spain

 Andaluzia 

Jerez

09 de agosto

Czech Republic
Czech Republic

 República Tcheca

Brno

16 de agosto

Austria
Austria

 Áustria

Red Bull Ring

23 de agosto

Austria
Austria

 Estíria

Red Bull Ring

13 de setembro

San Marino
San Marino

 San Marino

Misano

20 de setembro

San Marino
San Marino

 Emilia-Romagna

Misano

27 de setembro

Spain
Spain

 Catalunha

Barcelona

11 de outubro

France
France

 França

Le Mans

18 de outubro

Spain
Spain

 Aragão

Motorland Aragon

25 de outubro

Spain
Spain

 Teruel

Motorland Aragon

08 de novembro

Spain
Spain

 Europa

Ricardo Tormo

15 de novembro

Spain
Spain

 Valência 

Ricardo Tormo

VÍDEO: Reginaldo Leme avalia dupla da Ferrari e surpreende sobre futuro de Vettel

PODCAST Motorsport.com debate a influência de Lewis Hamilton para além das pistas

Your browser does not support the audio element.

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

SpotifyDeezer  Apple Podcast Google Podcast

Leia também