MotoGP cancela etapa da Itália em Mugello por impacto da pandemia

Lewis Duncan
motorsport.com

Após o fim do pico da pandemia da Covid-19 na Europa, a MotoGP voltou a trabalhar ativamente para fechar o novo calendário da temporada 2020. Devido ao menor tempo disponível e as restrições de entrada e saída, diversas provas ficarão de fora da versão final. Até então, a categoria havia cancelado sete GPs e a etapa da Itália acaba de se juntar à lista.

A MotoGP tem como data possível para o início da temporada 19 de julho, com o GP da Espanha em Jerez, seguido de outra prova no circuito em 26 de julho, o GP de Andaluzia e a expectativa é que o calendário de provas europeias seja revelado ainda essa semana.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Agência Mundial Antidoping quer suspensão de 4 anos para IannoneQuartararo fala que Rossi deveria considerar correr pela Petronas pelo profissionalismo da equipeMotoGP: Aprilia anuncia renovação do contrato de Aleix Espargaró por dois anos

O GP da Itália em Mugello se junta às outras sete etapas que já haviam sido canceladas: Catar, Holanda, Alemanha, Finlândia, Grã-Bretanha, Austrália e Japão.

Falando sobre o cancelamento de Mugello, o CEO da Dorna Sports, Carmelo Ezpeleta comentou: "É com muita tristeza que anunciamos o cancelamento de Mugello. Infelizmente, não conseguimos encontrar uma solução logística e operacional devido à pandemia e o novo calendário que nos permitisse visitar o local nesta temporada".

"A perda de Mugello é sentida, por ser um dos circuitos mais belos do mundo e um que temos muito orgulho de chamar de a casa do GP da Itália. Mal podemos esperar para voltar a Mugello no próximo ano para mais um final de semana incrível de corridas".

O cancelamento da prova em Mugello vem em um momento em que o circuito é sondado pela F1 para a realização de mais uma etapa em solo italiano, preferencialmente uma semana após o GP da Itália em Monza. É desconhecido se esse fator pode ter sido determinante para o cancelamento da etapa da MotoGP.

A MotoGP deve fazer pelo menos uma viagem à Itália esse ano, com pelo menos uma prova do GP de San Marino em Misano, que, neste momento, está recebendo os pilotos da Aprilia Bradley Smith e Aleix Espargaró para um teste privado.

Téo José revela papo com Silvio Santos que causou redução da cobertura da Indy

PODCAST: A liderança de Hamilton pode transformá-lo em uma influência maior que Senna fora da F1?

Your browser does not support the audio element.

Leia também