MotoGP: Álex Márquez revela que punho estava estava "dormente" durante o GP de Valência

Lewis Duncan
·3 minuto de leitura

Álex Márquez, da equipe oficial da Honda, admite que seu pulso esquerdo, lesionado numa violenta queda na classificação, estava “dormente” durante o GP de Valência na MotoGP e foi “difícil terminar a corrida”. Márquez foi atirado da RC213V durante a primeira fase do Q1 no sábado na curva 11 e atingiu o solo com um impacto de 23,6 G nas costas.

Ele foi levado ao hospital para exames, que revelaram um edema ósseo em seu punho esquerdo, embora ele ainda tenha participado da corrida. No entanto, após as primeiras oito ou nove voltas, seu punho estava “dormente” e ele só conseguiu terminar a prova em 16º.

Leia também:

TV: Confira horários e como assistir ao GP de Portugal da MotoGP, última etapa da temporada 2020 Mir: rivalidade contribui para sucesso da Suzuki na MotoGP 2020 Mir diz que corrida que lhe rendeu o título da temporada da MotoGP foi um “pesadelo”

Apesar disso, ele admite que simplesmente chegar ao final era o que precisava para recuperar sua confiança depois de sofrer três quedas na rodada de Valência. “Foi difícil desde o aquecimento, desde ontem após a queda,” disse Márquez.

“Então, o mais importante era terminar a corrida para recuperar um pouco mais de confiança, porque depois de três quedas em um final de semana não é fácil”.

“Então, talvez o pneu duro na situação que tínhamos antes da corrida não fosse a melhor escolha, o médio acho que tivemos mais sensibilidade ou mais feedback do pneu dianteiro”.

“Mas fora isso, a minha mão esquerda estava a dormente desde a oitava ou nona volta, por isso foi difícil terminar a corrida”.

“Não marcamos nenhum ponto, mas acho que o principal foi levar a moto 100% para a box e recuperar o ritmo para chegar melhor a Portimão”.

Márquez acrescentou que os seus problemas foram agravados pela natureza implacável do Circuito Ricardo Tormo, o que significa que não teve oportunidade de descansar o punho danificado ao longo das 27 voltas.

“O punho era o principal”, disse ele quando questionado se era o pulso ou as costas que lhe causavam mais problemas. “Além disso, Valência é uma pista fisicamente exigente e não há retas para recuperar um pouco”.

“Mas na mão esquerda, na frenagem à esquerda, nas curvas à esquerda, também perdi uma asa na primeira volta com contato”.

“Então, nem tudo estava perfeito, mas principalmente o pulso, a mão esquerda estava dormente desde a oitava volta”.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Veja como a sujeira do GP da Turquia revelou os 'segredos' aerodinâmicos dos carros da Fórmula 1

Podcast #076 – Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

Your browser does not support the audio element.