Motociclismo de luto pela morte de piloto durante o GP da Itália de Moto3

·3 minuto de leitura
Equipe médica do circuito de Mugello atende o piloto suíço Jason Dupasquier após acidente no sábado (29) no treino de classificação da Moto3

O piloto suíço Jason Dupasquier, da categoria Moto3, que sofreu um grave acidente no sábado no treino de classificação do Grande Prêmio da Itália, não resistiu e morreu neste domingo aos 19 anos, anunciou a organização do Mundial de Motovelocidade.

"Apesar dos esforços da equipe médica do circuito e de todos os que atenderam o piloto suíço, o hospital (Careggi, de Florença) anunciou que infelizmente Dupasquier faleceu", afirma o comunicado oficial.

O hospital confirmou à AFP "o início do processo de constatação da morte cerebral, devido às lesões cerebrais incompatíveis com sua sobrevivência".

O jovem piloto foi "submetido durante a madrugada a uma cirurgia torácica para uma lesão vascular", afirmou o hospital algumas horas antes, ao apontar as "graves lesões cerebrais" e o estado "muito grave".

Após um pódio sem celebrações na Moto2, foi respeitado um minuto de silêncio antes da corrida da MotoGP, principal categoria do motociclismo, disputada neste fim de semana em Mugello.

- Repercussão -

Muitas personalidades do mundo dos esportes a motor emitiram comunicados depois do anúncio oficial do falecimento do jovem suíço.

"As minhas sinceras condolências à família, amigos e equipe de Jason Dupasquier. Pilote em paz, Jason", escreveu no Twitter o espanhol Jorge Lorenzo, ex-campeão mundial de MotoGP.

"Que notícia triste! Todas as minhas orações vão para Jason e sua família. Descanse em paz, campeão", afirmou o mexicano Sergio Pérez, piloto de Fórmula 1 .

O espanhol Carlos Sainz Jr, também piloto de F1, declarou que ficou "muito triste" com o que aconteceu.

Dupasquier caiu entre as curvas 9 e 10 do circuito italiano de Mugello, nos momentos finais do treino de classificação para o grid de largada de sábado.

De acordo com as imagens da televisão e depoimentos dos demais pilotos envolvidos, o japonês Ayumu Sasaki e o espanhol Jeremy Alcoba, a moto do suíço foi tocada por pelos menos outro veículo antes de cair na pista.

Depois de cerca de quarenta minutos de intervenção dos médicos no local, o suíço, "politraumatizado e em estado grave" mas "estável", foi transferido de helicóptero médico para o centro de traumas do hospital Careggi.

- Filho de piloto -

Jason Dupasquier era filho de Philippe Dupasquier, piloto de motocross e Supermotocross (prova disputada em circuito com partes de cimento ou asfalto e partes de trilha off road).

Após o início no Supermotocross, passou a se dedicar às provas de velocidade, passando por todas as categorias, apesar de uma grave lesão no fêmur esquerdo o ter afastado das pistas em 2018.

Dupasquier estreou no Mundial de Moto3 em 2020, pela equipe alemã PrüstelGP, e em sua primeira temporada não conseguiu nenhum ponto e terminou em 28º.

Em 2021, após cinco corridas, havia marcado 27 pontos e estava em 10º na classificação de pilotos.

No circuito de Mugello, neste domingo, onde as corridas continuaram apesar das notícias, vários pilotos usaram faixas pretas em sinal de luto e prestaram homenagem ao jovem suíço.

A notícia da morte de Dupasquier foi anunciada por volta das 12h00 locais (07h00 de Brasília) e marcou inevitavelmente o resto do dia.

Antes do falecimento do suíço, o último acidente fatal durante uma prova da Motovelocidade foi do espanhol Luis Salom, na Moto2 no GP da Catalunha (Espanha) de 2016.

pel/dr/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos