Mosquito elogia companheiros de Corinthians por jogadas de gols marcados contra o Furacão

Fábio Lázaro
·3 minuto de leitura


O atacante Gustavo Mosquito marcou dois dos três gols do Corinthians no empate em 3 a 3 contra o Athletico-PR, nesta quarta-feira (10), na Neo Química Arena, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas salientou a participação dos seus companheiros na construção dos tentos anotados.

O primeiro tento, anotado aos três minutos de partida, contou com a participação inicial do meia Cantillo, que inverteu um grande lançamento para o lateral-direito Fagner, que ajeitou de cabeça para Mosquito chapelar Pedro Henrique e bater no canto esquerdo do goleiro Santos. Já o terceiro gol corintiano, e segundo de Gustavo, foi construído pelo lado esquerdo em uma grande enfiada de bola por baixo do chileno Ángelo Araos.

- Muito feliz pelos dois gols, primeiro de esquerda, aquela jogado do Fagner com o Cantillo, que vira e ele (Fagner) dá de cabeça, vem dando certo, pude acertar um belo chute, No segundo gol também, um belo passe do Araos - disse o atacante a Corinthians TV.

> Veja a classificação do Brasileirão e simule os próximos jogos

Perda de gols e evolução

Em entrevista coletiva virtual ao fim da partida, o técnico Vagner Mancini elogiou a evolução de Mosquito, pontuou que ele tem sido um dos grandes jogadores corintianos atualmente, mas não deixou de mencionar dois gols perdidos pelo atleta que poderiam ter mudado a partida.

- Vive um momento interessante, cara que tem ajudado muito na parte ofensiva, tem algumas coisas que tem que ser ajustadas, por exemplo, no jogo de hoje, que ele fez dois gols e perdeu outros gols que poderiam ser o fiel da balança na partida, porque no momento já tínhamos vantagem no placar e já teríamos dois gols de diferença - afirmou o treinador corintiano.

- Mas é um atleta que tem se dedicado muito, que entendido a forma que a gente pede para que ele desempenhe em campo. Essa simplicidade, essa humildade dele tem feito que ele melhore de uma forma muito ápoda e hoje possa ser uma peça muito importante dentro do sistema ofensivo - acrescentou.

Duelo com Santos

Os dois gols perdidos por Gustavo Mosquito parou no goleiro Santos, do Furacão, que fez grande partida e acabou travando um duelo individual contra o camisa 19 do TImão. No final, assim como o 3 a 3 no marcador, o duelo entre arqueiro e atacante terminou empatado, mas este em 2 a 2.

- Hoje acabamos vendo um duelo entre o Santos o Mosquito, que fez dois gols e teve duas oportunidades defendias pelo Santos, que é um goleiro do alto nível e dificultou muito as nossas ações ofensivas. Houve, teoricamente, um empate entre eles na partida - comentou Mancini.

O Corinthians de Mancini e Mosquito volta a campo já neste domingo (14), às 16h, no estádio do Maracanã, contra o Flamengo, atual campeão nacional e vice-líder da atual edição, com um ponto a menos que o Internacional, primeiro colocado, pela 36ª rodada do Brasileirão.

Com um jogo a menos, válido pela 33ª rodada, contra o Santos, que será disputado na próxima quarta-feira (17), às 19h, na Vila Belmiro, o Timão tem três jogos como visitante e apenas um como mandante, na penúltima rodada, contra o Vasco da Gama, nesta reta final de competição.

Corinthians x Athletico-PR
Corinthians x Athletico-PR

(Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)