Mosquito crê que má fase do Corinthians o afastou da Seleção Olímpica

·2 minuto de leitura


Com idade olímpica, o atacante do Corinthians, Gustavo Mosquito, não foi lembrado pelo técnico André Jardine, para representar o Brasil nos Jogos de Tóquio, que se iniciam neste mês. Para o jogador, o mau momento vivido pelo Timão tem a ver com isso.

Dos 22 atletas chamados para o Japão, 10 atuam no futebol brasileiro, sendo em oito times diferentes, nenhum deles veste a camisa corintiana: Abner e Santos, do Athlético-PR; Brenno e Matheus Henrique, do Grêmio; Claudinho, do Red Bull Bragantino; Daniel Alves, do São Paulo; Gabriel Menino, do Palmeiras; Guilheme Arana, do Atlético-MG; Lucão, do Vasco; e Nino, do Fluminense.

>> Baixe o novo app de resultados do L!
​>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

– Se a gente tivesse disputando mais competições, principalmente Libertadores, até Sul-Americana, que infelizmente acabamos saindo, acredito que sim, mas tenho que pensar em fazer o melhor, meu trabalho, vou fazer meu melhor, meu trabalho, para vestir a camisa da Seleção e aí fica para quem convoca e faz essas análises, fazer melhor meu trabalho o melhor possível para futuramente, quem sabe, vestir a camisa da Seleção – disse o camisa 19 em entrevista coletiva virtual concedida nesta quinta-feira (15).

Dos times de São Paulo na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, apenas o Timão e o Santos não cederam atletas à Seleção Olímpica. O São Paulo libertou Daniel Alves, que não possui idade olímpica, mas entra nas três exceções permitidas para maiores de 23 anos.

Mosquito tem 23 anos (completará 24 no dia 7 de setembro) e teria condições de defender o Brasil na Olimpíada.

Natural de Campo Largo, no Paraná, o atleta tem passagem pela categoria de base da Seleção ainda quando vestia a camisa do Coritiba, clube que defendeu antes de ser contratado pelo Corinthians, em 2018.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos