Mosquito, do Corinthians, revela 'cabeça a milhão' para enfrentar o Sport e lamenta gol anulado

·1 minuto de leitura


Destaque na vitória do Corinthians sobre o Sport, por 2 a 1, na última quinta-feira (24), na Neo Química Arena, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, confidenciou que estava com medo de não jogar bem.

O jogador vivia um drama pessoal, por ter pedido o pai, Gerson Dutra Silva, vitima da Covid-19, na semana anterior. A situação, inclusive, tirou o atleta da partida do fim de semana, quando o Timão empatou em 0 a 0 contra o Bahia, em Salvador.

- Antes do jogo a minha cabeça estava a milhão não sabia se conseguiria jogar bem. Muita cosia passa na cabeça antes do jogo. Tenho que agradecer a todos os meus companheiros pela força que me deram, e a Deus, primeiramente, que vem me dando força e confortando o meu coração, por mais difícil que seja – disse Mosquito à Corinthians TV.

>> Baixe o novo app de resultados do LANCE!
>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os jogos do Corinthians

O camisa 19 chegou a ir às redes, logo aos dois minutos de jogo, mas o tento foi anulado pelo impedimento. A situação foi lamentada pelo jogador.

- Triste por ter anulado o gol uma homenagem que iria fazer para o meu pai. Mas muito feliz pela vitória, entrega e resultado positivo, que a gente merece. Agora é cabeça boa, trabalhar forte para conquistar muitas coisas esse ano.

Vice-artilheiros do Corinthians na temporada, com quatro gols marcados, Gustavo Mosquito é o principal atleta do clube no ano até aqui. Além dos tentos anotados, o atacante também tem duas assistências.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos