Morre Genival Lacerda, Rei do Forró, aos 89 anos vítima da Covid-19

·1 minuto de leitura
Morre Genival Lacerda - Foto: Reprodução/Instagram
Morre Genival Lacerda - Foto: Reprodução/Instagram

O cantor Genival Lacerda, de 89 anos de idade, morreu em decorrência de complicações da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus na manhã desta quinta-feira (7).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Em maio de 2020, Lacerda sofreu um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVC) e deu entrada no Hospital d’Ávila, em Recife. Recuperado, ele teve alta três dias depois de ser internado.

O cantor, conhecido como “Rei do Forró", estava internado na UTI desde o dia 30 de novembro enfrentando as complicações da Covid-19. Recentemente, ele havia apresentado uma piora em seu estado de saúde. Lacerda vinha respirando com ajuda de aparelhos.

Leia também

Ainda não há informações divulgadas sobre velório e sepultamento do cantor.

Em seu Instagram, Genival Lacerda Filho, filho do cantor, confirmou a morte do pai. “Painho faleceu", escreveu. A assessoria de Genival Lacerda também confirmou o óbito.

Trajetória

Nascido em 1931, em Campina Grande, na Paraíba, Lacerda foi radialista no início da sua vida. Fez sucesso com um programa chamado “Forró do Seu Vavá”.

Com o sucesso na área musical, Lacerda decidiu gravar seu primeiro disco na década de 1950. Cunhado de Jackson do Pandeiro, ele foi apostou na carreira ao ir para o Rio de Janeiro em 1964. Lá fez sucesso nas casas de forró e prosseguiu sua trajetória.

Foi em 1975, porém, com a música Severina Xique-Xique, eternizada pelo famoso verso “ele tá de olho é na butique dela”, que a carreira de Lacerda explodiu. A canção, produzida em parceira com João Gonçalves, vendeu mais de 800 mil cópias após seu lançamento na época.