Morre o ex-jogador e comentarista irlandês Michael Robinson

AFP
Michael Robinson, de 61 anos, lutava contra um câncer
Michael Robinson, de 61 anos, lutava contra um câncer

O ex-jogador e comentarista irlandês Michael Robinson morreu aos 61 anos, após uma longa luta contra o câncer. "Com tremenda tristeza comunicamos a morte de Michael. Isso nos deixa com um grande vazio, mas também inúmeras lembranças, cheias do mesmo amor que vocês lhe mostraram", anunciou nesta terça-feira sua conta oficial no Twitter.

"Seremos eternamente gratos a você por tornar esse homem tão feliz, ele nunca andou sozinho. Obrigado", concluiu a mensagem, referindo-se à música que acompanha o Liverpool, o time em que ele viveu a melhor fase como jogador de futebol.

Nascido em Leicester, Robinson começou sua carreira no futebol em 1975 no Preston North End, antes de passar pelo Manchester City e depois pelo Brighton. Em seguida se transferiu para o Liverpool em 1983, onde jogaria sua temporada de maior sucesso (1983/1984).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Este alegre e brincalhão atacante inglês conquistou com os 'Reds' o campeonato inglês, uma Copa da Liga e uma Copa da Europa (atual Champions) na final continental em que o Liverpool venceu a disputa de pênaltis contra a Roma na capital italiana.

Do Liverpool, Robinson, enfrentando uma série de lesões no joelho, foi para o Queens Park Rangers (1984-1986), de onde iria para o espanhol Osasuna em 1987, clube no qual penduraria as chuteiras dois anos depois.

Michael Robinson vestiu a camisa da seleção da Irlanda 24 vezes, e marcou 4 gols. Ele admitiu em várias ocasiões ter se apaixonado pela Espanha e iniciou neste país uma frutífera carreira como comentarista para televisão, rádio e jornal.

Seu sotaque inglês característico e seu senso de humor peculiar logo se tornaram populares na mídia espanhola, onde trabalhou na televisão pública do país, comentando, entre outros, a Copa do Mundo de 1990, assim como no Canal + e na rede SER.

O próprio Robinson havia anunciado em 12 de dezembro de 2018 que havia sido diagnosticado com um "câncer do mal", o melanoma.

Sua morte desencadeou uma enxurrada de mensagens de solidariedade, começando com o Osasuna e nos canais em que trabalhou.

"Estamos chocados com a morte de Michael Robinson. Seu legado sempre permanecerá conosco. Enviamos nosso abraço mais caloroso aos seus entes queridos", escreveu a equipe de Pamplona.

Leia também