Morre o criador do urso Misha, mascote dos Jogos de Moscou-1980

AFP
Nesta foto de arquivo tirada em 19 de julho de 1980 o mascote dos Jogos Olímpicos Misha, no estádio Lenin de Moscou, desejando boa sorte a todos na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 1980
Nesta foto de arquivo tirada em 19 de julho de 1980 o mascote dos Jogos Olímpicos Misha, no estádio Lenin de Moscou, desejando boa sorte a todos na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 1980

O ilustrador russo Viktor Chizhikov, criador do ursinho Misha, lendário mascote das Olimpíadas de Moscou-1980, morreu nesta segunda-feira aos 84 anos de idade, anunciou sua editora AST Deti.

A editora definiu Chizhikov como o "representante mais brilhante da geração de ilustradores de livros do pós-guerra".

Chizhikov venceu o concurso organizado pelas autoridades soviéticas para desenhar o mascote dos Jogos que seriam realizados na capital e que acabaram sendo boicotados por 65 países, incluindo os Estados Unidos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Vestido apenas com um cinto contendo as cores e as argolas olímpicas, o simpático urso caiu rapidamente nas graças de espectadores e atletas, fazendo de Misha um dos mascotes mais marcantes da história das Olimpíadas.

Na cerimônia de encerramento dos Jogos, um mosaico representando Misha derramando uma lágrima foi exibido nas arquibancadas do Estádio Luzhniki e o urso gigante deixou o estádio puxado por balões.

Desde então, as 'lembranças' de Misha podem ser vistas em lojas em Moscou.

Leia também