Morre Bruno Lucena, coordenador do Patrimônio Histórico do Flamengo

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Flamengo se despediu de um dos funcionários que ajudavam a resgatar a memória do clube. Coordenador de Patrimônio Histórico do Rubro-Negro, Bruno Lucena morreu na madrugada deste sábado no Rio de Janeiro, após ter sofrido um infarto.

Lucena trabalhava no clube desde o início de mandato de Rodolfo Landim, no início de 2019. O Flamengo não escondeu a saudade que ficará pela "enciclopédia viva do Mais Querido" e destacou o imensurável legado do historiador.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"Com muita dor, comunicamos a morte de Bruno Lucena, que era não só nosso coordenador de Patrimônio Histórico, mas também uma enciclopédia viva do Mais Querido e um grande rubro-negro. O Clube de Regatas do Flamengo está de luto.

Seu imensurável legado fica entre nós, assim como uma imensa saudade. Que Deus conforte os corações dos amigos e familiares neste momento tão triste".

Além de ter sido coordenador de Patrimônio Histórico do Flamengo, Bruno Lucena mostrou seu conhecimento sobre o legado do clube ao vencer o programa "Fanáticos", no canal Esporte Interativo.