Moro nega convite de Witzel para ocupar secretaria no Rio, diz jornal

Yahoo Notícias


Brazil's Justice Minister Sergio Moro gives a press conference to announce his resignation in Brasilia, Brazil, Friday, April 24, 2020. Moro made the announcement after Brazilian President Jair Bolsonaro changed the head of the country's federal police. (AP Photo/Eraldo Peres)
Brazil's Justice Minister Sergio Moro gives a press conference to announce his resignation in Brasilia, Brazil, Friday, April 24, 2020. Moro made the announcement after Brazilian President Jair Bolsonaro changed the head of the country's federal police. (AP Photo/Eraldo Peres)

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) convidou Sergio Moro para chefiar a segurança pública do estado. O ex-ministro do governo Bolsonaro, porém, deverá recusar a proposta.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Segundo o jornalista Lauro Jardim, de "O Globo", Moro disse a amigos que, mesmo depois da quarentena de seis meses imposta pela legislação, não cogita ocupar um cargo público tão cedo.

Leia também:

Moro prestará depoimento à Polícia Federal, em Curitiba, neste sábado (2), referente às acusações contra Bolsonaro. O ex-juiz da Operação Lava Jato, que na última semana pediu demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, afirmou que o presidente tentou interferir na troca do comando da PF por motivação política, após ler que a corporação investigava "de 10 a 12" deputados bolsonaristas.

O convite de Witzel expõe ainda mais a rusga entre o governador do Rio e o presidente, que romperam definitivamente o relacionamento durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.




Leia também